A União Europeia declarou hoje que "entende" a necessidade da recente operação militar lançada por EUA, Reino Unido e França contra alvos na Síria, após o ataque com armas químicas supostamente ocorrido no último dia 7 na cidade síria de Douma, nos arredores de Damasco.

Em comunicado conjunto, os 28 ministros de Relações Exteriores da UE disseram que a ofensiva liderada pelos EUA na semana passada na Síria foi executada com "o único objetivo de evitar novo uso de armas químicas e substâncias químicas pelo regime sírio para matar seu próprio povo".

Ainda no comunicado, os ministros defenderam que a situação atual seja utilizada para iniciar negociações políticas e insistiram que "não pode haver uma solução militar para o conflito sírio". Fonte: Associated Press.


Participe e comente