Autoridades de alto escalão dos Estados Unidos e da Turquia tiveram conversas em Washington visando encerrar uma brusca cisão entre os aliados na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em torno da detenção do pastor americano Andrew Brunson.

O Departamento de Estado dos EUA disse que o vice-secretário, John Sullivan, e o vice-ministro de Relações Exteriores turco, Sedat Onal, se encontraram nesta quarta-feira na tentativa de aliviar a crise nas relações causada pelo encarceramento continuado por Ancara do pároco.

A prisão de Brunson levou o governo de Donald Trump a impor na semana passada sanções a dois ministros turcos e advertir o país sobre a possibilidade de se adotarem medidas adicionais se o caso não for solucionado em breve.

Brunson enfrenta na Turquia um julgamento sob acusações de espionagem e terrorismo relacionadas ao seu suposto envolvimento uma tentativa fracassada de golpe de Estado em 2016, que o pastor e Washington negam veementemente. A Casa Branca já demandou repetidamente a soltura de Brunson. (Associated Press)


Participe e comente