maringa.odiario.com http://maringa.odiario.com Maringá: Notícias em odiario.com, o maior portal da região pt-brhttp://www.odiario.com/Content/assets/img/logo_150x28.jpgodiario.comhttp://maringa.odiario.com Economia Contas do governo federal tem melhor janeiro desde 2013 economia/noticia/2332109/contas-do-governo-federal-tem-melhor-janeiro-desde-2013/ MAELI PRADO<br /><br />BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - As contas do governo federal tiveram um superavit primário (receitas menos despesas antes do pagamento de juros) de R$ 18,9 bilhões no mês passado, um crescimento real (descontada a inflação do período) de 21,4% na comparação com janeiro de 2016. Os números foram divulgados nesta quinta-feira (23) pelo Tesouro Nacional. <br /><br />É o melhor resultado desde janeiro de 2013, quando o superavit foi de R$ 26,2 bilhões. <br /><br />A Previdência teve um deficit de R$ 13,3 bilhões no mês passado, um crescimento de 50% na comparação com janeiro de 2016. Enquanto isso, o superavit do Tesouro Nacional somado com o do Banco Central foi de R$ 32,3 bilhões, um resultado 31,8% melhor do que o do ano passado. <br /><br />Apesar de as receitas líquidas terem somado R$ 118,7 bilhões em janeiro, uma queda de 9,1% em relação ao mesmo mês de 2016, foram maiores que as despesas, que totalizaram R$ 99,8 bilhões (alta de 7,5% ante o mesmo período do ano passado). <br /><br />O Tesouro destacou que as despesas discricionárias (não obrigatórias) da União se reduziram pela metade no mês passado em relação ao primeiro mês de 2016, somando R$ 12,1 bilhões. A rubrica "outras despesas obrigatórias" também registrou queda, de R$ 30,2 bilhões em janeiro de 2016 para R$ 23,2 bilhões no mês passado, uma redução de 23,2%. 2017-02-23T15:14:20-03:00 Geral Grávida com morte cerebral dá à luz a gêmeos no Paraná geral/noticia/2332110/gravida-com-morte-cerebral-da-a-luz-a-gemeos-no-parana/ AMANDA AUDI<br /><br />CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Um milagre aconteceu em um hospital da região metropolitana de Curitiba, no Paraná. Essa foi a definição dos médicos que tornaram possível que uma mãe pudesse dar à luz a gêmeos 123 dias após ter morte cerebral por um acidente vascular. <br /><br />Aos 21 anos e já mãe de uma menina, Frankielen Zampoli teve um sangramento cerebral em 17 de outubro de 2016. Ela estava na nona semana de gestação de um casal de gêmeos. Três dias depois de ser internada, a equipe médica constatou que o cérebro dela havia parado de funcionar. O coração dos bebês, porém, continuava batendo. <br /><br />Pela lei, o hospital é obrigado a continuar com o desenvolvimento da gestação. A situação, porém, torna a internação mais complexa: é necessário simular artificialmente todas as condições de uma gravidez normal, por meio de remédios e máquinas. <br /><br />O acompanhamento durante 24 horas por dia foi preciso para garantir que Frankielen mantivesse pressão, ventilação e nutrição dos bebês. Todos os procedimentos foram realizado via SUS (Sistema Único de Saúde) no Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. <br /><br />Uma cesárea de emergência teve que ser feita na madrugada do último domingo. Os bebês nasceram prematuros, pouco antes da sétimo mês de gestação, mas saudáveis. Anna Vitória nasceu com 1,4 kg e Azaphe, com 1,3 kg. Eles estão internados na UTI Neonatal com cerca de 70% de chances de sobreviver sem sequelas. <br /><br />"Quando chegaram, a chance de vida era perto de zero. Eles ainda têm uma batalha pela frente, mas nos dão motivação para continuar lutando pra ver eles crescerem bem e com saúde", diz Flávio Costa Leite, chefe da obstetrícia, que acompanhou o caso. <br /><br />Depois do parto, os órgãos de Frankielen foram doados. A doação era uma vontade dela, que chegou a ser registrada em cartório. Foram captados dez órgãos diferentes, como coração, rins e córneas. <br /><br />Os pais de Frankielen dizem que o nascimento dos bebês é simbólico, porque Frankielen sofreu um aborto espontâneo em sua primeira gravidez e depois tentou engravidar por quatro anos, sem sucesso. "A gente acredita que a vontade dela de ter esses filhos era tão grande que ela superou a morte pra que eles vivessem", diz a mãe, Angela Maria Souza da Silva. <br /><br />Muriel Padilha, o pai dos bebês, carrega no peito um colar com um grande coração vermelho pendurado. Para ele, é o símbolo do coração da esposa. Ele conta que não tira o objeto nem pra dormir. Durante o período na UTI, Muriel deixava uma réplica do colar na cabeça dela, com a esperança de que ela voltasse a viver. <br /><br />"A Fran salvou a minha vida também. Todo mundo sempre tá estressado, mas ela era diferente, nunca esquentava a cabeça. Podia a pia estar transbordando e ela com um sorriso no rosto. Ela me amarrou, me fez ter foco e fé. E agora deixa essa inspiração pra todo mundo ver. Olha quanta vida ela deixou", diz Muriel, emocionado. <br /><br />Agora, ele e os avós maternos devem dividir os cuidados das crianças. A família mora em uma casa de apenas dois cômodos na região rural de Contenda, a 37 quilômetros de Curitiba. Amigos e conhecidos já se mobilizam para arrecadar fraldas e mantimentos para os bebês. <br /><br />Na manhã desta quarta (23), um dia após o velório de Frankielen, mais de 20 profissionais do hospital que acompanharam o caso nesses quatro meses deram as mãos em uma roda. Muriel e os pais de Frankielen ficaram no meio. Eles rezaram, agradeceram e choraram. Por fim, se abraçaram. <br /><br />"Obrigado, obrigado", repetia Muriel. "Nós que agradecemos a Fran", disse uma enfermeira, com lágrimas nos olhos. 2017-02-23T15:13:17-03:00 Esportes Marcações em gramados ajudam nos treinos do Atlético-MG esportes/noticia/2332098/marcacoes-em-gramados-ajudam-nos-treinos-do-atletico-mg/ VICTOR MARTINS<br /><br />BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Desde o primeiro dia da pré-temporada os campos da Cidade do Galo não são mais os mesmos. A qualidade do gramado continua impecável, mas os dois campos usados pelo time profissional estão diferentes na aparência. Muitas linhas extras chamam a atenção num primeiro momento, já que os gramados receberam marcações extras, a pedido do técnico Roger Machado.<br /><br />Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, o treinador do Atlético explicou o motivo de pedir tantas linhas extras no gramado, que ainda recebem marcações com fitas, nos diversos trabalhos técnico e táticos realizados na Cidade do Galo.<br /><br />"Essas linhas são para facilitar a marcação quando faço pequenos jogos, pois já tenho as dimensões e preciso puxar apenas uma ou outra fita no campo para completar o tamanho que eu quero. Depois do campo pequeno eu gosto de transportar para o campo maior, as medidas já me dão a noção do tamanho e do número dos jogadores que tenho e do campo que vou usar."<br /><br />Os treinos comandados por Roger Machado e sua comissão técnica são definidos com pelo menos uma semana de antecedência. O que o time vai treinar e como vai ser. Tudo debatido na sala do treinador e levado para uma espécie da prancheta. Com o hábito de chegar à Cidade do Galo bem mais cedo do que o horário marcado para os atletas, é o próprio Roger que se encarrega de ir ao gramado para preparar o treino, colocando as faixas, por exemplo.<br /><br />Quantas vezes o torcedor não ouviu um jogador ou um treinador culpar o resultado ruim pela falta de compactação do time? Algumas das linhas extras no campo da Cidade do Galo são para ajudar no trabalho de compactação do time. Ter uma equipe com jogadores atuando bem próximos, facilita para defender e também para atacar.<br /><br />"As linhas transversais nos dão três terços do campo, divide o gramado em três. E cada bloco de divisão tem 30 metros. Isso para que os jogadores, no momento que eu abra o campo, com um coletivo no campo maior, tenham a noção de estar compactados dentro desses 30 metros. Não demos estar mais largos do que isso, mais comprido do que isso. Se eu estou defendendo dentro do meu campo, tenho de estar em dois seguimentos. Se estou no ataque, no último terço, tenho de estar muito próximo também, para que a gente ande num bloco só, para que tenha uma compactação boa", explicou Roger Machado.<br /><br />"As linhas em direção às balizas, a continuação da área, me dão uma referência do centro do campo. Para que a gente tenha também a compactação lateral, para ser compactos no sentido do gol e também na lateralidade. Além do mais, que me dá uma referência na hora de marcar os jogadores de frente, onde é preciso estar na hora de fazer a abordagem", completou o treinador atleticano.<br /><br />'AUTOMATIZAÇÃO' <br /><br />Pouco mais de um mês, é o tempo que Roger Machado tem na Cidade do Galo. Embora seja possível ver o time já com muita diferença em relação ao segundo semestre do ano passado, o Atlético ainda está longe de chegar no nível que o treinador deseja. Isso só vai acontecer quando a equipe ter uma "automatização", ou seja, saber perfeitamente o que fazer em cada situação do jogo.<br /><br />Algo que é preciso tempo para ser totalmente aperfeiçoado. Com a ajuda das marcações extras usadas nos treinos, Roger Machado acredita que os jogadores pegam com mais facilidades as orientações, para que tudo seja colocado em prática nas partidas.<br /><br />"Claro que no dia do jogo não tem essa marcação, mas como a gente exercita diariamente no nosso campo marcado, ele vai estar lá, de forma inconsciente. Os jogadores vão perceber e vão entender onde as marcações estariam e onde precisam se posicionar." 2017-02-23T15:08:12-03:00 Economia Pimentel pede a Temer acerto de contas entre União e Minas Gerais economia/noticia/2332099/pimentel-pede-a-temer-acerto-de-contas-entre-uniao-e-minas-gerais/ CAROLINA LINHARES<br /><br />BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), enviou nesta quarta-feira (22) uma carta ao presidente Michel Temer (PMDB) solicitando um acerto de contas entre o Estado e a União. <br /><br />Por meio de Pimentel, o Estado de Minas pede uma data para iniciar conversas com o governo federal. O objetivo é extinguir as dívidas de ambos os lados sem a necessidade de ações judiciais. <br /><br />A dívida de Minas com a União é de aproximadamente R$ 88,4 bilhões. Por outro lado, o Estado diz ser credor da União em R$ 135,7 bilhões, referentes a perdas com a desoneração do ICMS nas exportações de produtos primários, como café e minério. <br /><br />A desoneração foi instituída pela Lei Kandir, em 1996, e constitucionalizada em 2003, com a previsão de uma lei complementar que definisse os termos das compensações das perdas dos Estados em favor da União. Em novembro do ano passado, o STF (Supremo Tribunal Federal) deu um prazo de um ano para que o Congresso aprove a legislação. <br /><br />"O Estado de Minas Gerais é, por igual, credor da União, já que houve reconhecimento tanto da mora legislativa como do direito à compensação das perdas decorrentes da desoneração de ICMS nas exportações", afirma a carta. <br /><br />Como a decisão do Supremo não foi publicada, Minas ainda não pode cobrar a dívida e optou por uma tentativa de conciliação. <br /><br />"A tentativa é de resolver amigavelmente, especialmente agora que o governo federal propõe renegociar a dívida", afirma Onofre Batista, advogado-geral de Minas Gerais. <br /><br />Em calamidade financeira, Minas terminou 2016 com deficit orçamentário de R$ 4,16 bilhões. O Estado vem rejeitando um acordo com a União nos moldes do Rio de Janeiro, que inclua ajuste fiscal e privatização de estatais. <br /><br />"Como vamos sufocar, mandar gente embora, desmontar a máquina se somos credores da União?", questiona Batista. "A Lei Kandir arrebentou com Minas e depois dizem que nós é que não apertamos o cinto." <br /><br />O secretário da Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho, afirmou em janeiro que enviaria à Assembleia um pacote de venda de ativos, como imóveis, para tentar equilibrar as contas do Estado. 2017-02-23T15:04:24-03:00 Esportes Em seis jogos, Rafael Sóbis supera um semestre pelo Cruzeiro esportes/noticia/2332100/em-seis-jogos-rafael-sobis-supera-um-semestre-pelo-cruzeiro/ THIAGO FERNANDES<br /><br />BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Os quatro gols na partida diante do São Francisco-PA fizeram com que Rafael Sóbis alcançasse uma marca superior à de 2016 com a camisa do Cruzeiro. Em menos de um mês jogando pelo clube em 2017, o dono da camisa 7 superou a marca obtida no ano anterior. Não é à toa que recebe elogios de Mano Menezes,<br /><br />O técnico gaúcho enaltece o seu conterrâneo e garante que ele não deixará a posição de centroavante nos próximos compromissos da equipe.<br /><br />"Não estou pensando nisso [em trocar Sóbis de posição]. No ano passado, ele [Rafael Sóbis] fez um pouquinho. Nesse ano, ele já fez um monte. Então, se for melhor para jogar na posição de jogo que queremos, será o que faremos. Agora, se ele gosta de jogar ali, vamos colocá-lo ali. Mas vai ter que esperar, porque assim é a vida", afirmou.<br /><br />Rafael Sóbis é o principal nome do Cruzeiro na atual temporada. Com os gols obtidos na partida desta quarta-feira (22), o dono da camisa 7 superou Ramón Ábila, seu substituto imediato na equipe. O argentino é o vice-artilheiro da equipe, com cinco gols assinalados.<br /><br />Em seis meses na temporada passada, Rafael Sóbis marcou apenas quatro gols, o mesmo número obtido no jogo válido pela segunda fase da Copa do Brasil. O atacante marcou três vezes contra o Internacional e um diante do Fluminense. Ambos os jogos eram válidos pela edição passada do Campeonato Brasileiro. 2017-02-23T15:02:21-03:00 Esportes Saída de Barrios gera economia de R$ 11 milhões para Palmeiras e Crefisa esportes/noticia/2332082/saida-de-barrios-gera-economia-de-r$-11-milhoes-para-palmeiras-e-crefisa/ JOSÉ EDGAR DE MATOS<br /><br />SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A rescisão de Lucas Barrios aliviará o orçamento do Palmeiras e da Crefisa, principal parceira palestrina, para o restante da temporada. De acordo com apuração do UOL Esporte com pessoas ligadas ao clube alviverde, a economia com a saída do centroavante atingirá a casa dos R$ 11 milhões. <br /><br />Barrios possuía contrato até o meio do próximo ano. Sem a responsabilidade de arcar com os vencimentos de Barrios até o fim do compromisso, Palmeiras e Crefisa ultrapassarão os R$ 10 milhões de economia. O investimento feito para a contratação -tratado como uma doação pela empresa de crédito-, no entanto, acabou perdido.<br /><br />Não foi a primeira vez que Barrios pediu para ser liberado do contrato com o Palmeiras, segundo relatos de pessoas ligadas ao clube. Desta vez, diante da chegada de Miguel Borja -o novo "presente" da patrocinadora-, o acordo saiu de maneira facilitada.<br /><br />O nome de Lucas Barrios não era unanimidade há tempos entre a própria patrocinadora palmeirense, responsável pelo investimento no centroavante. Desde o ano passado, a Crefisa deu o aval para o Palmeiras procurar um novo destino para o jogador.<br /><br />Nesta semana, mesmo com o gol anotado na goleada de domingo contra o Linense (4 a 0), Barrios se viu tentado pelo interesse do Grêmio. Sob o comando de Renato Portaluppi no Rio Grande do Sul, o centroavante possui chances elevadas de titularidade, o que não ocorreria com Eduardo Baptista.<br /><br />O fim da relação entre o atleta de 32 anos e Palmeiras ocorreu na noite da última terça-feira. Relacionado para o dérbi contra o Corinthians, Barrios acabou liberado da concentração para acertar a liberação do clube alviverde, que veio a ocorrer no fim da tarde de quarta.<br /><br />Horas depois de rescindir o contrato com a confirmação do presidente Mauricio Galiotte na própria Arena Corinthians-, Barrios foi anunciado como novo reforço do Grêmio. O jogador viaja para Porto Alegre e passará por exames médicos na próxima sexta-feira. 2017-02-23T14:59:49-03:00 Esportes Com lesão no joelho, Cittadini desfalca Santos por 3 semanas esportes/noticia/2332083/com-lesao-no-joelho-cittadini-desfalca-santos-por-3-semanas/ SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Lotado neste início de temporada, o departamento médico do Santos ganhou mais um integrante: Léo Cittadini. O meia, que vinha substituindo o também machucado Lucas Lima, teve confirmada uma fissura em um osso do joelho e desfalcará o time da Vila Belmiro por cerca de três semanas.<br /><br />A lesão de Léo Cittadini foi provocada por conta de uma forte pancada que levou de Claudinho, jogador do Ituano, time que enfrentou o Santos na última terça-feira (21). O meia sentiu uma "frouxidão" no joelho e precisou deixar o campo ainda no primeiro tempo.<br /><br />Ao contrário de Caju, porém, Léo Cittadini não será cortado do Campeonato Paulista, já que poderá a jogar ainda na primeira fase da competição estadual.<br /><br />Além de Cittadini e Caju, outros seis jogadores do Santos estão entregues ao departamento médico: Lucas Lima e Jean Mota, ambos com estiramento no ligamento colateral do joelho, Renato, com estiramento na panturrilha, e Vanderlei, com fratura no dedo da mão, além de Gustavo Henrique e Luiz Felipe, que se recuperam de ruptura de ligamentos no joelho.<br /><br />Além deles, Dorival Júnior ainda conta com outros dois desfalques: o atacante Ricardo Oliveira, que trabalha para recuperar a forma física ideal, e o meia-atacante colombiano Vladimir Hernández, ainda não regularizado por conta de uma batalha entre Santos e Junior Barranquilla-COL, ex-clube do jogador. 2017-02-23T14:56:29-03:00 Geral Promotoria denuncia 11 sob suspeita de crimes contra Fundação Butantan geral/noticia/2332084/promotoria-denuncia-11-sob-suspeita-de-crimes-contra-fundacao-butantan/ SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Ministério Público de São Paulo denunciou 11 pessoas vinculadas à Fundação Butantan sob suspeita de terem cometido furtos durante um período de quatro anos. Os nomes dos indiciados ainda não foram revelados.<br /><br />Constam na acusação 340 furtos ocorridos dentro da Fundação –no período entre 2005 e 2008– que totalizam um valor superior a R$ 33 milhões. Caso corrigido com a inflação, o montante pode chegar à casa das centenas de milhões de reais.<br /><br />A denuncia foi oferecida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que investiga o caso.<br /><br />Anteriormente, a Folha de S.Paulo revelou que supostas irregularidades estavam sendo investigadas no Butantan a pedido do governo estadual. A investigação se concentra em contratos anteriores ao ano de 2015.<br /><br />O TCE (Tribunal de Contas do Estado) também está analisando as contas do instituto.<br /><br />Além das investigações em curso, o instituto passa por mudanças de comando. No início deste mês, André Franco Montoro Filho deixou o cargo de diretor da Fundação Butantan. Em uma carta lida por Montoro Filho, ele cita "impropriedades" ocorridas na gestão do seu antecessor.<br /><br />Na prática, é a fundação que administra o instituto, a quem cabe produzir vacinas e desenvolver pesquisas.<br /><br />Entre as práticas irregulares às quais se referia Montoro Filho, está, como revelou a Folha de S.Paulo, a primeira fábrica de derivados de sangue do país, que, após nove anos e R$ 239 milhões gastos, continua fechada. A planta não tem previsão de abertura. <br /><br />Nesta segunda (20), o governo Alckmin decidiu afastar Jorge Kalil, diretor do Instituto Butantan. Kalil estava no cargo desde 2011 e será remanejado para outra função, na qual continuará as pesquisas para desenvolvimento de vacinas. 2017-02-23T14:54:14-03:00 Geral Polícia e usuários de drogas entram em confronto na cracolândia geral/noticia/2332085/policia-e-usuarios-de-drogas-entram-em-confronto-na-cracolandia/ LEANDRO MACHADO, DANILO VERPA E EMILIO SANT'ANNA<br /><br />SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo de policiais cerca alguns usuários de drogas no início da tarde desta quinta-feira (23) na região da cracolândia, na Luz, centro de São Paulo.<br /><br />Por volta das 12h, a Polícia Militar informou que foi acionada para conter um grupo de "usuários de drogas em revolta". Policiais da 2ª Companhia do 13° Batalhão da PM participam da ação.<br /><br />Uma hora depois, em torno das 13h, os policiais começaram a deixar o local, e o fluxo de tráfico de drogas voltou a se organizar na região. Entretanto, às 13h30, na sequência, a confusão voltou a tomar o local, com bombas jogadas pela polícia.<br /><br />Um fotógrafo da agência Código 19, Dário Oliveira, foi ferido no local. Também há relatos de policiais e bombeiros feridos durante a ação.<br /><br />No início do confronto, policiais tentaram cercar os usuários de drogas, que revidaram com pedras e pedaços de paus. Em reação, a polícia atirou balas de borracha e bombas de efeito moral para contê-los. O cerco da polícia ocorreu entre a rua Helvétia e a alameda Barão de Piracicaba.<br /><br />Barricadas foram montadas pelos usuários para impedir o avanço da polícia. Eles também incendiaram objetos para dificultar a abordagem policial.<br /><br />De acordo com uma moradora do local, o conflito teria começado após uma briga entre dois usuários de drogas, que acabaram agredindo um bombeiro.<br /><br />"A polícia fechou tudo e começou a jogar bombas no meio das pessoas que não tinham nada a ver com isso", disse. "O fluxo todo se levantou e foi pra cima."<br /><br />Equipes do Corpo de Bombeiros foram ao local, e o helicóptero Águia, da PM, também acompanhou a situação.<br /><br />Questionada sobre o confronto na cracolândia e possíveis vítimas feridas, a Secretaria da Segurança Pública não respondeu até a publicação desta reportagem. 2017-02-23T14:53:34-03:00 Economia Balanço global da DSM mostra resultados positivos em 2016 economia/noticia/2332095/balanco-global-da-dsm-mostra-resultados-positivos-em-2016/ <p>A DSM registrou um desempenho extremamente positivo em 2016, superior ao projetado em seus objetivos estratégicos, conforme demonstra o relatório da companhia divulgado em fevereiro. A empesa, com origem holandesa e foco no desenvolvimento e fornecimento de soluções inovadoras baseadas na ciência nas áreas de saúde, nutrição e materiais e forte atuação nos mercados do Brasil e América Latina, contabilizou aumento de 3% nas vendas globais, que atingiram € 7,92 bilhões, e um crescimento orgânico de 4%, além de uma alta de 17% do lucro operacional (EBITDA), que chegou a € 1,26 bilhão.</p><p>Em âmbito global, a área de Nutrição (nutrição e saúde humana, nutrição animal, especialidades alimentícias) alcançou vendas globais de € 5,17 bilhões, montante 4% superior ao do ano anterior; a área de Perfomance Materials registrou vendas de € 2,51 bilhões (queda de 1%); as vendas do Innovation Center foram de € 67 milhões (alta de 7%); e as vendas das atividades corporativas bateram € 71 milhões.</p><p>Ao abordar os resultados do ano, o CEO da DSM e presidente do Conselho de Administração da companhia, Feike Sijbesma, ressaltou o fato de a empresa alcançar as metas estabelecidas ao final de 2015. “Reportamos um ano muito positivo, com lucro operacional e retorno do capital empregado muito acima dos objetivos de médio prazo estabelecidos em nossa estratégia para o triênio que vai até 2018, de impulsionar o crescimento rentável”, comenta.</p><p>Para este ano, Sijbesma conta que, embora as condições macroeconômicas sejam incertas, a DSM está confiante de cumprir novamente os seus objetivos estratégicos. “Continuaremos a executar as nossas iniciativas de crescimento e, somado a isso, estamos firmes com os programas de melhoria contínua de produtividade atrelada à redução de custos em todo o grupo”, reforça.</p><p>Sobre a estratégia da companhia, vale citar que a DSM optou por reduzir o período estratégico de cinco para três anos (2016/18). Entre os seus objetivos específicos, destaque para o aumento do EBTIDA, elevação do retorno de capital empregado e a redução do FTD (full-time equivalente, método para mensurar o grau de envolvimento dos colaboradores em suas atividades ou em um determinado projeto). Para tanto, a empresa concentra esforços em três fatores centrais: aceleração do crescimento dos negócios, melhora da produtividade atrelada à redução de custos e disciplina para investimentos dos recursos por meio do menor envolvimento dos recursos financeiros nas operações e redução do capital de giro.</p><p>América Latina em alta<br />As vendas da subsidiária latino-americana da DSM alcançaram € 544 milhões, que representaram 7% das vendas globais da empresa. Na região, onde está presente em 13 países, a companhia conta com 2,07 mil colaboradores (em âmbito global, a DSM conta com 20,78 mil colaboradores). Para o presidente da DSM na América Latina, Maurício Adade, o volume de vendas na região foi significativo principalmente diante do fato de algumas economias do continente passaram por um momento desafiador.</p><p><br />DSM – Bright Science. Brighter Living.™ <br />A Royal DSM é uma empresa global baseada na ciência, com atividades nas áreas de saúde, nutrição e materiais. Ao associar suas competências sem igual em Life Sciences e Materials Sciences, a DSM gera prosperidade, progresso ambiental e avanços sociais para criar valor sustentável para todos os envolvidos. A DSM oferece soluções inovadoras que alimentam, protegem e melhoram o desempenho em mercados mundiais como alimentos e suplementos dietéticos, cuidados pessoais, rações, dispositivos médicos, peças automotivas, tintas, componentes elétricos e eletrônicos, proteção da vida, energia alternativa e materiais biológicos. A DSM e suas empresas associadas têm faturamento líquido anual de 7,92 bilhões de euros, com mais de 20.000 funcionários. As ações da empresa são negociadas na Euronext Amsterdã. Mais informações estão disponíveis em <a href='http://www.dsm.com/latam' target='_blank' rel="nofollow">www.dsm.com/latam</a>.<br /></p><img src="http://api.dino.com.br/v2/news/tr/93835?partnerId=1370" alt="" style="border:0px;width:1px;height:1px;" /> 2017-02-23T14:51:22-03:00 Política Osmar Serraglio é escolhido para assumir Ministério da Justiça politica/noticia/2332073/osmar-serraglio-e-escolhido-para-assumir-ministerio-da-justica/ O presidente Michel Temer escolheu o deputado federal pelo PMDB do Paraná Osmar Serraglio para o Ministério da Justiça. A decisão aconteceu nesta quinta-feira (23). <p>Serraglio tem 68 anos e nasceu em Erechim, no Rio Grande do Sul. Advogado e professor de direito, foi eleito em 2016 presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), o mais importante colegiado da Casa, em meio ao processo que levou à cassação do mandato do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).</p> <p>Era visto na época como um parlamentar ligado à ala de Cunha dentro do partido. Sob sua tutela, porém, a CCJ acabou recusando recursos apresentados pelo hoje ex-parlamentar contra o processo de quebra de decoro no Conselho de Ética -episódio que culminou com a cassação do mandato do carioca pelo plenário da Casa.</p> <p>Antes, Serraglio foi relator da CPI dos Correios, berço das apurações sobre o escândalo do mensalão do PT na Câmara.</p> <p>Alçado à função em junho de 2005 com o apoio do governo petista, acabou chegando ao final dos trabalhos em atrito com aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.</p> <p>Este ano, concorreu à vice-presidência da Câmara, mas foi derrotado no segundo turno pelo colega de bancada Fábio Ramalho (PMDB-MG).</p> <p>Serraglio tem a simpatia de nomes ligados de outros partidos, como o PSDB. Entre os tucanos, é visto como um homem moderado e "de respeito".<span> </span></p> 2017-02-23T14:48:59-03:00 Política Ministro do TSE remarca audiências de delatores na ação de Dilma e Temer politica/noticia/2332074/ministro-do-tse-remarca-audiencias-de-delatores-na-acao-de-dilma-e-temer/ LETÍCIA CASADO<br /><br />BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Herman Benjamin, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), remarcou os depoimentos de dois delatores da Odebrecht na Operação Lava Jato que devem embasar o processo contra a chapa presidencial de 2014. <br /><br />Benjamin é o relator da ação proposta pelo PSDB contra a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, que apura se a campanha de 2014 foi financiada com dinheiro ilícito. <br /><br />Ele pretende ouvir os depoimentos de três dos principais ex-executivos da Odebrecht: Marcelo Odebrecht, Claudio Melo Filho e Alexandrino Alencar. <br /><br />As oitivas estavam marcadas para quarta-feira (1º de março), em Curitiba. A de Odebrecht continua mantida, mas as de Melo Filho e Alexandrino foram remarcadas para quinta (2) em Brasília. <br /><br />Eles serão ouvidos na condição de testemunhas no prédio do STJ (Superior Tribunal de Justiça) às 14h30. Herman Benjamin é também ministro do STJ. <br /><br />"Determino a alteração da data, do horário e do local anteriormente definidos para a audiência destinada à oitiva das testemunhas Cláudio Melo Filho e Alexandrino de Salles Ramos de Alencar, para o dia 2.3.2017, às 14h30, a ser realizada na cidade de Brasília, na sede do Superior Tribunal de Justiça", escreveu Benjamin no despacho. <br /><br />Foi lá que em novembro Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, prestou depoimento na mesma ação. <br /><br />Em manifestação enviada ao TSE, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu que os delatores sejam ouvidos desde que os depoimentos sejam mantidos em sigilo até que este seja levantado pelo STF (Supremo Tribunal Federal). <br /><br />Na manifestação, Janot disse ainda os delatores Benedicto Junior e Fernando Reis também relataram informações que dizem respeito à ação contra a chapa. Eles, no entanto, não estão na lista das audiências da quarta-feira. <br /><br />Em outubro, outros delatores da Lava Jato disseram que a chapa foi financiada com dinheiro de propina. <br /><br />AÇÃO NO TSE <br /><br />A ação contra a chapa tramita no TSE há cerca de dois anos. A maior parte das diligências já foi realizada. <br /><br />Herman Benjamin participa de todas as oitivas de testemunhas. O ministro conta a ajuda de uma força-tarefa para atuar no caso. <br /><br />O PSDB relatou três fatos na representação em que pede a cassação da chapa presidencial: gastos de campanha acima do limite informado à Justiça Eleitoral, financiamento eleitoral com dinheiro desviado da Petrobras e falta de comprovação de despesas de campanha. 2017-02-23T14:47:40-03:00 Política Sob pressão, Temer deve trocar Moura por Aguinaldo na liderança politica/noticia/2332075/sob-pressao-temer-deve-trocar-moura-por-aguinaldo-na-lideranca/ GUSTAVO URIBE E DANIEL CARVALHO<br /><br />BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Sob pressão de Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente Michel Temer deve anunciar até esta sexta-feira (24) o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP- PB) como novo líder do governo na Câmara dos Deputados. <br /><br />Desde sua reeleição ao comando da Câmara dos Deputados, Maia vinha pressionando o peemedebista pela saída de André Moura (PSC-SE), que fez campanha pela eleição de Jovair Arantes (PTB-GO). <br /><br />Na tentativa de não se indispor com aliados de Eduardo Cunha, que defendiam a manutenção de Moura, o presidente chegou a definir sua permanência no cargo, mas recuou com a insatisfação de partidos como PP e DEM. <br /><br />Segundo um auxiliar presidencial, o anúncio de Aguinaldo deve ser feito em conjunto com o de Osmar Serraglio (PMDB-PR) para o comando do Ministério da Justiça. <br /><br />O objetivo é, assim, reduzir o desgaste com a bancada do PMDB na Câmara dos Deputados, que nos bastidores defendia a manutenção de Moura no posto de líder do governo. <br /><br />A escolha de Serraglio contempla a demanda da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados, que vinha pleiteando mais espaço no governo federal. 2017-02-23T14:45:48-03:00 Política Ex-secretário de Marta é apontado em delação por pagamentos no Peru politica/noticia/2332076/ex-secretario-de-marta-e-apontado-em-delacao-por-pagamentos-no-peru/ RUBENS VALENTE<br /><br />BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Um depoimento prestado em acordo de delação premiada pelo principal ex-executivo da construtora Odebrecht no Peru aponta o envolvimento do ex-secretário de Comunicação da Prefeitura de São Paulo Valdemir Garreta, que atuou na gestão de Marta Suplicy (2001-2005), em um esquema de "caixa dois" da campanha presidencial peruana de 2011. <br /><br />Segundo o brasileiro Jorge Barata, ex-executivo da Odebrecht, foi para Garreta, homem forte da Comunicação na gestão de Marta quando a senadora do PMDB ainda estava no PT, que a empreiteira fez pagamentos destinados à campanha do então candidato Ollanta Humala, que viria a ser eleito presidente do Peru em 2011. <br /><br />O conteúdo do depoimento de Barata foi revelado por órgãos da imprensa do Peru entre quarta-feira (22) e quinta-feira (23), como o jornal "El Comercio", de Lima, e a revista "Caretas". A reportagem confirmou, em contato com pessoas que têm acesso à investigação e que falaram sob a condição de não ter os nomes publicados, que Barata de fato relacionou Garreta a pagamentos para campanha de Humala no Peru. <br /><br />Em janeiro de 2011 Garreta, junto com o ex-marido de Marta, o também publicitário Luis Favre, atuaram no marketing da campanha presidencial de Humala. <br /><br />Segundo "El Comercio", Barata recebeu em meados de 2010, durante a campanha presidencial, uma missão de seu chefe, Marcelo Odebrecht, para destinar US$ 3 milhões para a campanha de Humala. A ajuda à campanha teria sido um pedido do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva -a referência ao suposto pedido foi divulgada pela Folha de S.Paulo em janeiro passado. <br /><br />Conforme "El Comercio", Barata disse que dias depois recebeu uma ligação telefônica de Garreta para tratar do pagamento. Depois Barata e Garreta se reuniram no hotel Meliá do Jardim Europa, em São Paulo. Barata disse que na reunião, segundo a imprensa peruana, ele acertou que os pagamentos para a campanha de Humala seriam feitos por meio de Garreta. Na ocasião, o brasileiro comentou que também conhecia Fernando Migliaccio, outro operador da Odebrecht, hoje preso na Suíça, apontado pela Operação Lava Jato como responsável por inúmeros pagamentos de propina. <br /><br />Barata disse que também se reuniu com Ollanta e sua mulher, Nadine Heredia, para tratar dos pagamentos por meio de Garreta. O executivo brasileiro confirmou que as iniciais "OH", que aparecem, ao lado de valores, em tabelas apreendidas em poder de funcionários da Odebrecht ligados a Fernando Migliaccio, são realmente uma referência a Ollanta Humala -uma antiga suspeita da Operação Lava Jato agora confirmada por depoimento de um delator. <br /><br />Pelo sistema que envolvia Garreta, segundo Barata, foi pago "cerca de US$ 1 milhão em três meses". <br /><br />Depois dessas primeiras remessas, contudo, Nadine procurou Barata para dizer que precisava de mais dinheiro para cobrir os gastos da campanha presidencial. Barata pediu mais dinheiro ao departamento controlado por Migliaccio. Ele passou a receber "remessas de US$ 300 mil" no escritório da Odebrecht em Lima. Barata afirmou ainda que entregava os recursos pessoalmente para Nadine. <br /><br />OUTRO LADO <br /><br />Em nota nesta quinta-feira (23), Valdemir Garreta disse à reportagem que "todos os recebimentos de honorários da campanha foram feitos por orientação do Partido Nacionalista Peruano, por meio de sua dirigente à época, Nadine Heredia. Nunca recebi ou transportei dinheiro para a referida campanha". <br /><br />A reportagem apurou que Garreta entrou na campanha de Humala por indicação de um empresário peruano e levou Luis Favre para trabalhar no pleito. Depois da campanha, a dupla continuou atuando como consultora de comunicação de Humala. <br /><br />Ex-dirigente do PT, Garreta se desfiliou do partido em 2013, passando a se dedicar a atividades de comunicação e marketing. Entre os principais clientes de sua empresa estava a empreiteira OAS, que tem Léo Pinheiro, hoje preso em Curitiba, como um dos sócios. <br /><br />No período em que pertenceu à sigla, foi secretário da prefeitura da gestão de Marta Suplicy (2001-2004). Também integrou a executiva nacional entre 2006 e 2007. <br /><br />Depois de deixar o PT, Garreta atuou em campanhas de filiados, como a do atual senador, Lindbergh Farias, ao governo do Rio de Janeiro. Sem receber pagamento pelo trabalho, entrou com uma ação contra o partido ano passado. <br /><br />Em janeiro, sobre o pedido que Lula teria feito a Marcelo Odebrecht para ajuda financeira à campanha de Humala, o Instituto Lula afirmou, em nota, que "se delações feitas em acordos para obter benefícios judiciais não são provas, muito menos o vazamento de supostas delações merecem comentários". 2017-02-23T14:42:51-03:00 Geral Ideb do ensino médio irá abranger todas as escolas públicas e privadas geral/noticia/2332069/ideb-do-ensino-medio-ira-abranger-todas-as-escolas-publicas-e-privadas/ PAULO SALDAÑA<br /><br />SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A próxima edição do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) contará com notas de todas as escolas de ensino médio do país, incluindo públicas e particulares. Atualmente, o ensino médio não tem notas por escola. Só há um índice geral da etapa, por amostragem. <br /><br />O MEC (Ministério da Educação) anunciou pelas redes sociais nesta quinta-feira (23) que a avaliação de português e matemática -feita até hoje apenas por uma amostra de escolas- será ampliada para todas as escolas. Todos os alunos do 3º ano do ensino médio deverão fazer a avaliação federal neste ano. <br /><br />Dessa forma, será possível ter um Ideb de cada unidade, como já ocorre nos anos iniciais e finais do ensino fundamental. <br /><br />Ainda não há definição oficial, mas a Folha apurou que a divulgação do Ideb do ensino médio substitua a divulgação dos resultado por escola do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A divulgação de uma média por escola a partir da nota dos alunos no Enem sempre causou críticas de especialistas porque o exame não tem a função de avaliar a escola. <br /><br />A mudança ocorre após o governo Michel Temer (PMDB) conseguir aprovar a reforma do ensino médio. O MEC também planeja mudanças no Enem, tanto para cortar custos com a realização da prova como para adequar a prova ao previsto na nova estrutura do ensino médio. <br /><br />Ainda não há informações sobre custos para uma aplicação censitária da Prova Brasil (avaliação federal que compõe o Ideb). Além do desempenho na prova, o Ideb leva em conta taxas de aprovação escolar. A avaliação é realizada a cada dois anos. 2017-02-23T14:38:20-03:00 Esportes Palmeiras vive consenso de que falta vibração ao time em 2017 esportes/noticia/2332070/palmeiras-vive-consenso-de-que-falta-vibracao-ao-time-em-2017/ GUILHERME SETO E LUIZ COSENZO<br /><br />SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após a derrota por 1 a 0 para o Corinthians nesta quarta-feira (22) com um jogador a mais durante todo o segundo tempo, jogadores e membros da comissão técnica do Palmeiras chegaram ao consenso de que tem faltado vibração ao time nesta temporada. A despeito da mudança de comando técnico com a saída de Cuca e a chegada de Eduardo Baptista, o entendimento é o de que o impacto da renovação tática é menor do que a indolência em alguns momentos. <br /><br />"Faltou dinamismo para jogar. Mas está havendo entendimento dos jogadores. Foi um jogo muito forte. Temos que trabalhar para evoluir (...) Faltou mais velocidade. A paciência de ter bola não quer dizer morosidade. Tivemos paciência, mas com morosidade", afirmou Baptista depois do jogo. <br /><br />O discurso ponderado do treinador ganhou coro dos jogadores. <br /><br />"Faltou um pouco de agressividade. Mas nos deparamos em duas linhas de quatro, que é difícil de entrar. A postura deles foi totalmente de se defender para não tomar o gol. Nós ficamos um pouco devagar nessa transição de querer atacar um pouco mais, de querer ficar mais à frente. Eu acabei não tendo nenhuma chance de gol, mesmo estando com um a mais", disse Alecsandro, que deixou escapar frase que também pode mostrar como a soberba influi na morosidade da equipe.<br /><br />"Antes do jogo nós até comentamos que a competição do Corinthians era essa, porque eles não jogam a Libertadores. Então com certeza eles entrariam com muita vontade de ganhar da gente e a gente teria que suportar a pressão no estádio deles", disse. <br /><br />O veterano Zé Roberto fez análise parecida com a do treinador. <br /><br />"A gente não conseguiu impor um ritmo mais forte de jogo. A equipe deles, por estar jogando em casa, acaba tendo esse espírito aguerrido. Nosso time lutou por todas as bolas, claro. Mas faltou entender o que é jogar um clássico". <br /><br />Para a próxima partida, Baptista e os jogadores centrarão esforços em uma atuação com mais vibração. Esse aspecto será enfatizado nos trabalhos até sábado (25), quando o Palmeiras receberá a Ferroviária no Allianz Parque. O time é líder do Grupo C, com 9 pontos, três a mais que o Novorizontino. 2017-02-23T14:35:44-03:00 Variedades Apresentação marca os 35 anos de punk dos Inocentes variedades/noticia/2332053/apresentacao-marca-os-35-anos-de-punk-dos-inocentes/ THALES DE MENEZES<br /><br />SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Passar 35 anos sem perder a inocência é algo raro. No caso dos Inocentes, esse período teve altos e baixos, passados entre 13 álbuns e uma fé inabalável no punk rock, gênero do qual é a maior banda brasileira da história.<br /><br />A marca motiva uma apresentação nesta sexta (24), no Sesc Belenzinho.<br /><br />O agora cinquentão Clemente Tadeu Nascimento, único na banda desde sua formação, em 1981, admite que os shows acabam puxando músicas mais antigas, como "Pátria Amada" e "Pânico em SP". "Você tem uma banda antiga, todo mundo quer ouvir material antigo", diz o cantor e guitarrista.<br /><br />Para ele, o grupo ter gravado apenas dois álbuns nos últimos 15 anos, "Labirinto", de 2004, e "Sob Controle", de 2013, é fruto dessa obsessão dos fãs. "Gravamos coisas novas e as pessoas pouco queriam saber. Então tá, a gente não gravou mais", diz, rindo.<br /><br />Mas os show nunca pararam. Desde 1995, a banda tem a mesma formação: Clemente, Ronaldo (guitarra), Nonô (bateria) e Anselmo (baixo). "Essa formação já tem 22 anos, é a que mais gravou e mais tempo durou. Existe toda uma geração que cresceu com esse Inocentes. Os caras do NX Zero, por exemplo, iam ver essa formação. A gente influenciou todo aquele hardcore melódico brasileiro."<br /><br />A fase de maior destaque do grupo transcorreu entre 1986 e 1989, quando gravaram três álbuns por uma gravadora grande, a Warner.<br /><br />O segundo deles, "Adeus Carne", considerado o melhor disco dos Inocentes, vendeu 30 mil cópias, e a gravadora pressionou o grupo. Queria estouro comparável ao dos Titãs, do mesmo selo.<br /><br />"Inocentes", o terceiro, decepcionou. "No 'Adeus Carne', demos tudo que a gente tinha para sair um disco bom. Aí vendeu pouco, e a gente ficou perdido no seguinte. Saímos da Warner e ficamos pulando de um selo para outro."<br /><br />Clemente entrou para a Plebe Rude em 2004, dividindo seu tempo entre os dois grupos. No fim do ano passado, lançou um álbum solo, "Antes que Seja Tarde".<br /><br />Para 2017, ele projeta um EP de inéditas dos Inocentes ("Com quatro faixas, tipo um velho compacto duplo", define), mais shows para divulgar o álbum solo e talvez a gravação de um acústico "lado B" da Plebe, com músicas menos conhecidas. "Só umas coisas do além", afirma.<br /><br />"Nada disso toma todo o tempo, né? Então preciso de três bandas para me manter ocupado e pagar as contas."<br /><br /><br /><br />INOCENTES<br /><br />QUANDO: sexta (24), às 21h30<br /><br />ONDE: Sesc Belenzinho, R. Padre Avelino, 1.000, tel. (11) 2076-9700<br /><br />QUANTO: ingressos esgotados 2017-02-23T13:33:11-03:00 Economia Vale sai do prejuízo e lucra R$ 13,3 bilhões em 2016 economia/noticia/2332049/vale-sai-do-prejuizo-e-lucra-r$-133-bilhoes-em-2016/ NICOLA PAMPLONA<br /><br />RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Com maiores preços do minério de ferro e recordes de produção, a Vale registrou em 2016 lucro de R$ 13,3 bilhões, revertendo um prejuízo de R$ 44,2 bilhões no ano anterior, quando realizou uma série de baixas contábeis no valor de seus ativos. <br /><br />Com o desempenho, a empresa anunciou que vai propor o pagamento de R$ 4,6 bilhões em remuneração a seus acionistas, além dos R$ 856 milhões já antecipados em dezembro. <br /><br />"Com uma produção muito forte e, com a recuperação dos preços, já era previsto que a Vale teria um quarto trimestre muito forte e fecharia o ano com chave de ouro. Foi isso o que aconteceu", disse, em vídeo gravado no site da companhia, o diretor financeiro, Luciano Siani. <br /><br />No quarto trimestre, a empresa teve lucro líquido de R$ 1,4 bilhão. O valor, porém, sofreu impacto de ajustes de R$ 3,9 bilhões nos ativos da companhia por causa da venda de negócios durante o ano. <br /><br />Considerando apenas o resultado dos ativos em operação, o lucro trimestral teria sido de R$ 5,5 bilhões. No quarto trimestre de 2015, a empresa registrou um prejuízo de R$ 33,1 bilhões, provocado principalmente por baixas contábeis no valor de ativos.<br /><br />Siani destacou a geração de caixa medida pelo indicador Ebitda (que é o lucro antes do pagamento de juros, impostos e outras taxas): no quarto trimestre, somou R$ 11 bilhões, o maior valor desde o final de 2013, quando o minério estava em US$ 134,8 por tonelada. <br /><br />Em 2016, a média de preços do minério foi de US$ 54,4 por tonelada, 22% acima do registrado em 2015. A commodity teve grande valorização a partir do final do ano e hoje é vendida por mais de US$ 90 por tonelada. <br /><br />A companhia espera que os preços permaneçam altos em 2017, diante do crescimento da demanda por aço e da escassez de novos projetos de mineração. <br /><br />"O cenário indica um preço nitidamente acima dos US$ 60 e, talvez, de US$ 80 para cima na média do ano", disse, em teleconferência com analistas, o diretor de metais ferrosos da companhia, Peter Popinga. <br /><br />Analistas do mercado, porém, consideram que os preços atuais são insustentáveis. <br /><br />PRODUÇÃO <br /><br />Em 2016, a Vale produziu 348,8 milhões de toneladas de seu principal produto, o maior valor já registrado. Houve recordes também na produção de níquel (311 mil toneladas), cobre (453,1 mil toneladas), cobalto (7.799 toneladas) e ouro (483 mil onças-troy). <br /><br />A meta da companhia é atingir a barreira de 400 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, com o crescimento da produção no projeto S11D, no Pará, que entrou em operação no final de 2016. <br /><br />Popinga disse que, com a ampliação do projeto, a Vale será responsável por 50% do volume novo de minério que entrará no mercado. <br /><br />Assim, a empresa terá papel importante na variação de preços no mercado. "A Vale vai se comportar de forma conservadora e responsável, sempre maximizando a sua própria margem", afirmou. <br /><br />Sem novos projetos de expansão, os focos serão aumentar a capacidade do S11D e reduzir o endividamento, que fechou 2016 em US$ 25 bilhões, praticamente no mesmo patamar registrado em 2015. <br /><br />De acordo com o presidente da companhia, Murilo Ferreira, a meta é alcançar um valor entre US$ 15 bilhões e US$ 17 bilhões. <br /><br />Os investimentos da companhia foram de US$ 5,2 bilhões, queda de US$ 2,9 bilhões com relação ao verificado em 2015. Durante o ano, a empresa vendeu US$ 3,8 bilhões em ativos, como navios e operações de fertilizantes. <br /><br />No acumulado do ano, a Vale teve receita líquida de R$ 94,6 bilhões, aumento de 21,2% com relação ao registrado em 2015. A geração de caixa foi de R$ 40,9 bilhões, alta de 88%. <br /><br />SAMARCO <br /><br />Ferreira disse que a companhia permanece trabalhando para que a mineradora Samarco, fechada desde o rompimento da barragem de Fundão, no fim de 2015, volte a operar no terceiro trimestre deste ano. <br /><br />A ideia inicial é dispor os rejeitos da mina de Mariana (MG) em uma cava (buraco aberto pela exploração mineral), dentro da própria área da Samarco, por dois ou três anos. <br /><br />Depois, seria uma cava da Vale, chamada Timbopeba, que permitira a operação sem necessidade de barragens. <br /><br />"Tem sido uma discussão muito bem sucedida, já tivemos algumas audiências públicas e esta em fase de discussão avançada. Mas dependemos de fatores externos", comentou o presidente da Vale, que divide o controle da Samarco com a BHP Bilinton. 2017-02-23T13:31:26-03:00 Economia Sindicato apresenta denúncia contra secretário da Previdência economia/noticia/2332041/sindicato-apresenta-denuncia-contra-secretario-da-previdencia/ LAÍS ALEGRETTI<br /><br />BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A central sindical Pública, que representa servidores dos três poderes, informou que apresentou uma denúncia contra o secretário de Previdência, Marcelo Caetano, à Comissão de Ética Pública da Presidência nesta quinta-feira (23). <br /><br />A entidade sustenta que há um conflito de interesses na atuação do secretário devido ao fato de ocupar, ao mesmo tempo, um cargo no conselho de administração da Brasilprev, empresa de previdência privada. <br /><br />Procurada pela Folha de S.Paulo, a Secretaria de Previdência informou que só irá se pronunciar após ser notificada. <br /><br />"O exercício simultâneo pelo denunciado das atribuições de Secretário de Previdência e Conselheiro da Brasilprev pode certamente levantar dúvidas sobre a isenção das decisões da autoridade pública, em especial sobre a primazia do interesse público sobre interesses particulares da Companhia", diz o documento. <br /><br />Os servidores públicos, representados pela central sindical, são duramente afetados pela proposta de reforma da Previdência idealizada por Caetano, que coloca as mesmas regras de aposentadoria para funcionários da iniciativa privada, ligados ao INSS, e para os funcionários públicos. O texto tramita na Câmara dos Deputados e estabelece idade mínima de 65 anos e tempo mínimo de contribuição de 25 anos para aposentadoria. <br /><br />A centra sindical diz que, enquanto conselheiro administrativo, o secretário "poderá buscar no âmbito público a adoção de sistemática que melhor se adeque ao fim econômico buscado pela empresa" e pede medidas para averiguar violações ao Código de Conduta da Alta Administração Pública e ao Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal. <br /><br />"Enquanto Secretário de Previdência, Marcelo Abi-Ramia Caetano possui ampla influência para moldar as políticas governamentais sobre o tema, tendo, inclusive, sido responsável por boa parte da elaboração da atual PEC 287/2016, benéfica para as empresas de previdência privada", diz o documento. 2017-02-23T13:03:07-03:00 Maringá Falecimentos dos dias 22 e 23 de fevereiro de 2017 em Maringá e região maringa/noticia/2332039/falecimentos-dos-dias-22-e-23-de-fevereiro-de-2017-em-maringa-e-regiao/ <p><strong>Falecimentos do dia 22 de janeiro de 2017</strong></p> <p> </p> <p>APARECIDO MARCELO DA SILVA, 91 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Campo Mourão</p> <p>Sepultamento: São Judas Tadeu</p> <p>Horário: 16h</p> <p> </p> <p>MARIA MALACO ZUFA, 96 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Campo Mourão</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Engenheiro Beltrão</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>RAFES GOMES DOS SANTOS, 73 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Umuarama</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Umuarama</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>MARIA VALENZUELA GIMENES, 86 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Maringá</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Maringá</p> <p>Horário: 17h30</p> <p> </p> <p>OLGA DRIGO BONACIN, 90 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Maringá</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Maringá</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>THEREZA SHIZUKA ITAMI, 30 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Maringá</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Maringá</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>MARIA GABRIELA DE OLIVEIRA, 80 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Maringá</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Maringá</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>ALICE SZYGALSKI MATTOZO, 90 anos</p> <p>Velório: Capela Mortuária</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de de União da Vitória</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>EDUARDO CORDIOLI THEODORO, 37 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Maringá</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Maringá</p> <p>Horário: 12h30</p> <p> </p> <p>ANA MARIA ZANI, 67 anos</p> <p>Velório: Capela Mortuária</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Goioerê</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>EDELZITA MAIA ALVES, 82 anos</p> <p>Velório: Capela Municipal</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Guairacá</p> <p>Horário: 17h30</p> <p> </p> <p>KAREN MOURA SILVA, 21 anos</p> <p>Velório: Capela Municipal</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Guairacá</p> <p>Horário: não informado</p> <p> </p> <p>JOSÉ JUSTINO ROCHA, 54 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Paiçandu</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Paiçandu</p> <p>Horário: 16h</p> <p> </p> <p><strong>Falecimentos do dia 23 de janeiro de 2017</strong></p> <p> </p> <p>ARIOSVALDO ALVES DOS SANTOS, 81 anos</p> <p>Velório: Câmara Municipal de Vereadores</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Cruzeiro do Sul</p> <p>Horário: 9h</p> <p> </p> <p>NADIR SILVA DE MENDONÇA, 89 anos</p> <p>Velório: Parque Iguaçu</p> <p>Sepultamento: Cemitério Parque Iguaçu (Curitiba)</p> <p>Horário: 15h</p> <p> </p> <p>BENEDITA APARECIDA PATRIARCA, 104 anos</p> <p>Velório: Capela Prever de Astorga</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Astorga</p> <p>Horário: 18h</p> <p> </p> <p>LUCIA SAYURI SHIRAHATA, 40 anos</p> <p>Velório: Capela Mortuária de Paiçandu</p> <p>Sepultamento: Cemitério Municipal de Paiçandu</p> <p>Horário: 10h</p> <p> </p> <p>GUIOMAR DE FATIMA LIMA MUZO, 62 anos</p> <p>Velório: Capela Prever Cemitério Parque</p> <p>Sepultamento: Cemitério Parque de Maringá</p> <p>Horário: 9h</p> <p> </p> <p>Fonte: <a href="http://www.preveronline.com.br/?d=ConsultaFalecimentos">Sistema Prever</a></p> 2017-02-23T12:58:50-03:00 Geral Polícia e usuários de drogas entram em confronto na cracolândia, em SP geral/noticia/2332036/policia-e-usuarios-de-drogas-entram-em-confronto-na-cracolandia-em-sp/ SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo de policiais cerca um grupo de usuários de drogas no início da tarde desta quinta-feira (23) na região da cracolândia, no centro de São Paulo. <br /><br />Por volta das 12h10, a Polícia Militar informou que foi acionada para conter um grupo de "usuários de drogas em revolta". Policiais da 2ª Companhia do 13° Batalhão da PM participam da ação. <br /><br />Os policiais tentam cercar os usuários de drogas, que revidam com pedras e pedaços de paus. Em reação, a polícia atira bala de borracha e bomba de efeito moral para conter os usuários. <br /><br />Barricadas também foram montados pelos usuários para impedir o avanço da polícia. Os usuários também incendiaram objetos para dificultar a abordagem policia. <br /><br />De acordo com uma moradora do local, o conflito teria começado após uma briga entre dois usuários de drogas, que acabaram agredindo um bombeiro. "A polícia fechou tudo e começou a jogar bombas no meio das pessoas que não tinham nada a ver com isso", disse. "O fluxo todo se levantou e foi pra cima". 2017-02-23T12:48:07-03:00 Política Presidente do Senado passa por cirurgia em Brasília politica/noticia/2332032/presidente-do-senado-passa-por-cirurgia-em-brasilia/ DANIEL CARVALHO<br /><br />BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), foi submetido a uma cirurgia na manhã desta quinta-feira (23) em Brasília. <br /><br />O peemedebista já estava se sentindo indisposto na manhã de quarta (22), antes de abrir a sessão para aprovar o nome de Alexandre de Moraes para o STF (Supremo Tribunal Federal). <br /><br />De acordo com a presidência do Senado, após exames clínicos realizados à noite, Eunício foi submetido a uma pequena intervenção cirúrgica nesta manhã para a retirada da vesícula, procedimento tecnicamente chamado de colecistectomia videolaparoscópica. <br /><br />A assessoria do senador informou que o procedimento foi realizado com sucesso e ele se recupera bem. A previsão de alta é nesta sexta-feira (24). <br /><br />De acordo com o Hospital Santa Lúcia, Eunício já está em um apartamento, consciente, orientado, respirando espontaneamente e com sinais vitais normais. <br /><br />Eunício assumiu a presidência do Senado em 1º de fevereiro. Foi alçado ao comando da Casa com base em uma aliança com seu antecessor no posto, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que agora será líder do PMDB. <br /><br />A legenda está na presidência do Senado desde 2001. 2017-02-23T12:35:27-03:00 Maringá Homem morre atropelado ao tentar atravessar BR-376 maringa/noticia/2332028/homem-morre-atropelado-ao-tentar-atravessar-br-376/ <p>Por volta das 11h30 desta quinta-feira (23), um homem morreu atropelado quando tentava atravessar a BR-376, entre Maringá e o distrito de Iguatemi. A vítima, que ainda não foi identificada, foi atingida por um Toyota Corolla com placas de Rio Brilhante, no trevo do abatedouro Coroaves.</p> <p>O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) chegou a ir ao local, mas o homem já havia entrado em óbito. Após ser atingido pelo carro, a vítima foi arremessada por aproximadamente 10 metros. No Corolla, estavam uma família de Mato Grosso do Sul.</p> <p>Os peritos criminais da Polícia Rodoviária Federal foram ao local para realizar a perícia e identificar a causa do acidente. O corpo da vítima será encaminhado ao Instituto Médico-Legal de Maringá.</p> <p>Com isso, o número de mortes no trânsito em Maringá, neste ano, sobe para 9.</p> 2017-02-23T12:32:00-03:00 Mundo Odebrecht doou US$ 3 milhões a ex-presidente do Peru, afirma jornal mundo/noticia/2332024/odebrecht-doou-us$-3-milhoes-a-ex-presidente-do-peru-afirma-jornal/ SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A empreiteira brasileira Odebrecht doou US$ 3 milhões à campanha eleitoral do ex-presidente peruano Ollanta Humala (2011-2016), afirmou o jornal "El Comercio". <br /><br />Em reportagem publicada nesta quinta-feira (23), o jornal afirma que, segundo esclarecimentos prestados ao Ministério Público peruano em janeiro por Jorge Barata, ex-representante da empreiteira no Peru, a doação foi um pedido do PT ao herdeiro do grupo, Marcelo Odebrecht. <br /><br />Humala e sua mulher, Nadine Heredia, que enfrentam restrições para sair do país, são investigados por lavagem de ativos por financiarem sua campanha eleitoral com dinheiro procedente da Venezuela e do Brasil. <br /><br />Barata, de acordo com o "El Comercio", foi contatado em 2010 pelo marqueteiro brasileiro Valdemir Garreta, responsável pela campanha presidencial de Humala pelo Partido Nacionalista Peruano (centro-esquerda). Eles chegaram a se encontrar em um hotel em São Paulo. <br /><br />De volta ao Peru, Barata se reuniu com Humala e sua mulher, Nadine, em um apartamento do ex-presidente. Ali, acertaram os detalhes dos pagamentos. Segundo Barata, eles estavam vinculados à sigla "OH", que aparece nas agendas de Nadine. <br /><br />Barata afirmou que entregou pessoalmente remessas de US$ 300 mil à própria Nadine e que, simultaneamente, um montante similar era entregue no Brasil a Garreta e seu sócio Luis Favre, que também trabalhou na campanha de Humala. O dinheiro recebido no Brasil era levado pelos dois ao Peru. <br /><br />De acordo com Barata, foram entregues US$ 3 milhões a ex-primeira-dama Nadine Heredia. Os aportes cessaram no primeiro semestre de 2011 -em junho, Humala foi eleito em segundo turno presidente do Peru. <br /><br />Humala é o terceiro ex-presidente peruano a ser envolvido com a Odebrecht. Alejandro Toledo (2001-2006) é considerado foragido e é acusado de receber US$ 20 milhões em propina da empreiteira brasileira. Em janeiro, um ex-ministro do governo de Alan García (2006-2011) foi preso sob acusação de receber US$ 7 milhões da Odebrecht para ganhar um contrato de construção do metrô de Lima. <br /><br />Segundo o Departamento de Justiça dos EUA, o Grupo Odebrecht pagou US$ 1 bilhão em propinas em 12 países. <br /><br />OUTRO LADO <br /><br />Procurada, a Odebrecht "reafirma seu compromisso de colaborar com a Justiça. A empresa assinou acordo com autoridades do Brasil, Estados Unidos e Suíça e já possui entendimentos avançados com alguns países da América Latina para esclarecer sua participação em atos praticados pela companhia". <br /><br />A empreiteira diz ainda que "adotará as medidas adequadas e necessárias para continuamente aprimorar seu compromisso com práticas empresariais éticas e de promoção da transparência em todas as suas ações". 2017-02-23T12:24:44-03:00 Política Osmar Serraglio é nome mais cotado para Ministério da Justiça politica/noticia/2332025/osmar-serraglio-e-nome-mais-cotado-para-ministerio-da-justica/ DANIELA LIMA<br /><br />SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado federal pelo PMDB do Paraná Osmar Serraglio é, neste momento, o nome mais forte na corrida pelo comando do Ministério da Justiça. A expectativa é que a decisão do presidente Michel Temer seja formalizada ainda nesta quinta-feira (23). <br /><br />A escolha contemplaria demanda da bancada do PMDB na Câmara, que vinha pleiteando mais espaço no governo. <br /><br />Serraglio tem 68 anos e nasceu em Erechim, no Rio Grande do Sul. Advogado e professor de direito, foi eleito em 2016 presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), o mais importante colegiado da Casa, em meio ao processo que levou à cassação do mandato do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). <br /><br />Era visto na época como um parlamentar ligado à ala de Cunha dentro do partido. Sob sua tutela, porém, a CCJ acabou recusando recursos apresentados pelo hoje ex-parlamentar contra o processo de quebra de decoro no Conselho de Ética -episódio que culminou com a cassação do mandato do carioca pelo plenário da Casa. <br /><br />Antes, Serraglio foi relator da CPI dos Correios, berço das apurações sobre o escândalo do mensalão do PT na Câmara. <br /><br />Alçado à função em junho de 2005 com o apoio do governo petista, acabou chegando ao final dos trabalhos em atrito com aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. <br /><br />Este ano, concorreu à vice-presidência da Câmara, mas foi derrotado no segundo turno pelo colega de bancada Fábio Ramalho (PMDB-MG). <br /><br />Serraglio tem a simpatia de nomes ligados de outros partidos, como o PSDB. Entre os tucanos, é visto como um homem moderado e "de respeito". <br /><br />HISTÓRICO <br /><br />Se confirmada, sua indicação para a pasta ocorrerá após a saída de Alexandre de Moraes, que deixou o ministério no início deste mês após ser indicado por Temer para a vaga do ministro Teori Zavascki no STF (Supremo Tribunal Federal). <br /><br />A nomeação de Moraes foi aprovada nesta quarta-feira (22) pelo plenário do Senado. O novo ministro tomará posse na Corte no mês que vem. <br /><br />Serraglio assumirá o ministério em meio a uma forte pressão contra interferências políticas na Operação Lava Jato e à ameaça de novas crises na segurança pública. <br /><br />Ele não foi a primeira opção de Temer. Acabou se destacando entre as indicações levadas ao presidente depois que o ex-ministro do STF Carlos Velloso recusou convie para assumir a pasta, alegando compromissos com clientes de seu escritório de advocacia. <br /><br />A decisão de Velloso irritou integrantes do Planalto, especialmente por ter sido anunciada depois de o ex-ministro dizer que tinha sido chamado a ajudar a salvar o país. Nesse cenário, Temer reabriu consultas sobre o nome para o Ministério da Justiça, já sinalizando que tendia a fazer uma escolha baseada também num cálculo político, para prestigiar sua base no Congresso. <br /><br />Em 2016, Serraglio defendeu abertamente o desembarque do PMDB do governo petista. Depois, votou pela abertura do processo de impeachment de Dilma. 2017-02-23T12:22:30-03:00 Maringá Prefeitura presta contas do 3º quadrimestre de 2016 maringa/noticia/2332010/prefeitura-presta-contas-do-3o-quadrimestre-de-2016/ <p>A Prefeitura de Maringá fará, nesta quinta-feira (23), a apresentação da prestação de contas do exercício financeiro dos quatro últimos meses de 2016. A audiência pública acontecerá às 14h, no Plenário Ulisses Bruder, da Câmara Municipal de Maringá.</p> <p>O resultado do exercício será analisado pela Comissão de Finanças e Orçamento, do legislativo municipal e o evento de apresentação é aberto a toda a comunidade.</p> http://src.odiario.com/imagem/2014/11/12/p_orcamento.jpg 2017-02-23T12:11:50-03:00 Esportes Barrios já ameaça condição de Pedro Rocha no time titular esportes/noticia/2332011/barrios-ja-ameaca-condicao-de-pedro-rocha-no-time-titular/ JEREMIAS WERNEK<br /><br />SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A contratação de Lucas Barrios atende ao pedido de Renato Gaúcho para reforçar o ataque do Grêmio com um nome de peso, e consequentemente terá impacto no time considerado titular desde o final do ano passado. Além da saída de alguém da formação, o esquema tático também poderá sofrer alterações.<br /><br />A reportagem mostra as opções de Renato a partir da nova contratação.<br /><br />Antes mesmo de chegar a Porto Alegre, Lucas Barrios já ameaça seriamente a condição de Pedro Rocha no time titular. Autor de dois gols contra o Atlético-MG na final da Copa do Brasil, o camisa 32 iniciou 2017 na equipe considerada ideal.<br /><br />Pela versatilidade e técnica das demais peças ofensivas, Pedro Rocha é quem aparece mais perto de ser sacado para ingresso de Barrios. Em todos os cenários.<br /><br />Mesmo esquema e Luan no lado<br /><br />O Grêmio tem um esquema base desde os tempos de Roger Machado (4-2-3-1) e se Renato Gaúcho decidir seguir com essa ideia, a solução é simples. Com a entrada de Lucas Barrios no ataque, Luan pode ser deslocado para o flanco.<br /><br />Peça-chave no time desde 2015, o camisa 7 teve melhor desempenho perto do gol. Mas pelo drible e velocidade, já jogou aberto perto da linha lateral. Pesa contra Luan o entendimento de que ele não contribui tanto defensivamente –papel considerado importante na função.<br /><br />Na comparação com Pedro Rocha, contudo, Luan ainda leva a melhor para jogar ali.<br /><br />Neste cenário, o Grêmio ideal jogaria com: Marcelo Grohe; Edílson (Léo Moura), Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jaílson (Michel), Maicon, Ramiro (Luan), Miller Bolaños, Luan (Pedro Rocha/Fernandinho/Everton) e Lucas Barrios.<br /><br />Losango no meio-campo<br /><br />Uma segunda opção é mudar o formato do meio-campo. Saindo do 4-2-3-1 e partindo para o 4-4-2 com um losango no meio. Lucas Barrios teria a companhia de Luan e logo atrás o vértice mais adiantado seria Miller Bolaños.<br /><br />Novamente Pedro Rocha perderia espaço. Primeiro por não se encaixar em nenhuma função do meio-campo neste formato. E depois por disputar posição com Luan e o novo reforço.<br /><br />Barrios permaneceria como referência, com Luan flutuando entre as linhas e dando margem para infiltração de Bolaños. O meio-campo seguiria com Maicon e Ramiro incontestáveis e dependeria de adaptação de Michel e Jaílson.<br /><br />A outra via neste cenário seria o recuo de Luan para função de armador, com saída de Miller Bolaños e aí ingresso do camisa 32.<br /><br />Com este esquema, o Grêmio ideal teria: Marcelo Grohe; Edílson (Léo Moura), Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon (Jaílson/Michel), Ramiro, Jaílson (Maicon) e Miller Bolaños (Luan); Luan (Pedro Rocha/Everton) e Lucas Barrios.<br /><br />Árvore de Natal<br /><br />Uma mudança maior fecha o leque de opções iniciais mediante acerto com Barrios. E ela foi testada durante a pré-temporada, com outras peças, mas agradou a comissão técnica. O 4-3-2-1, chamado de 'árvore de Natal'.<br /><br />Neste esquema, Barrios ficaria adiantado e Luan recuaria para atuar ao lado de Miller Bolaños. Mas com função de atacante. Maicon seria protegido por uma dupla de volantes levemente mais adiantados. O teste foi realizado durante um treino. Naquela oportunidade, Miller e Douglas atuaram lado a lado e Luan ficou adiantado.<br /><br />Neste caso, o Grêmio ideal jogaria com: Marcelo Grohe; Edílson (Léo Moura), Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon, Ramiro e Jaílson (Michel); Miller Bolaños e Luan; Lucas Barrios.<br /><br />Com Lucas Barrios, o Grêmio chegará a 10 atacantes no elenco: Miller Bolaños, Luan, Pedro Rocha, Everton, Fernandinho, Jael, Beto da Silva, Ty Sandows, Lucas Coelho e Lucas Barrios. Seis deles podem fazer mais de uma função e aí o leque de alternativas se expande.<br /><br />Lucas Barrios é aguardado em Porto Alegre na sexta-feira. Ainda não há previsão de estreia oficial, mas a agenda de jogos do Grêmio nas próximas semanas inclue Cruzeiro-POA (sábado), Ceará (02/03), Gre-Nal (04/03) e Zamora-VEN (09/03) pela Copa Libertadores. 2017-02-23T12:07:03-03:00 Polícia Motociclista dispara contra guardas municipais durante abordagem policia/noticia/2332003/motociclista-dispara-contra-guardas-municipais-durante-abordagem/ <p>Na madrugada desta quinta-feira (22), agentes da Guarda Municipal (GM) de Sarandi realizavam uma abordagem no Conjunto José Richa, quando um homem em uma Honda Biz passou atirando contra a equipe. Segundo a GM, foram efetuados cerca de 5 disparos e o suspeito fugiu em seguida.</p> <p>De acordo com a Guarda Municipal, a ação aconteceu em um ponto onde há comércio de drogas regularmente. A equipe estava fazendo a revista de todos que estavam no local, quando o atirador chegou e começou a disparar. Os agentes conseguiram se proteger e ninguém ficou ferido.</p> <p>O homem que estava sendo abordado no momento dos disparos foi preso e encaminhado à delegacia de Sarandi, pois possuía um mandado de prisão em aberto contra ele. O rapaz, que não teve o nome divulgado pela GM, havia apresentado um nome falso, mas, ao chegar na casa onde ele mora, a mulher contou o nome verdadeiro dele.</p> <p>Até o final da manhã desta quinta-feira (23), o homem que efetuou os disparos não havia sido localizado.</p> 2017-02-23T12:05:46-03:00 Esportes Dupla promovida da base pode virar opção de Ceni contra o Novorizontino esportes/noticia/2332012/dupla-promovida-da-base-pode-virar-opcao-de-ceni-contra-o-novorizontino/ JOSÉ EDUARDO MARTINS<br /><br />SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O técnico Rogério Ceni ainda vai fazer alguns testes e poupar jogadores neste início de temporada. Por isso, uma dupla recém-promovida das categorias base do São Paulo surge como opção para o treinador na partida deste sábado, contra o Novorizontino, pelo Campeonato Paulista.<br /><br />Os meio campistas Araruna e Lucas Fernandes têm sido constantemente elogiados pelo ex-goleiro e relacionados para os jogos. Araruna, inclusive, disputou seis partidas pelo time neste ano, só não entrando justamente na derrota por 4 a 2 para o Audax, na abertura do estadual.<br /><br />"A gente vem trabalhando forte na semana para, caso o Rogério nos escolha, a gente desempenhe bem a função", disse Araruna. "Somos dois lutadores por uma vaga, quase na mesma posição. Mas o Rogério vai fazer a escolha dele, não só entre nós dois. Tenho certeza de que ele vai fazer a melhor escolha", completou Lucas Fernandes, de 19 anos, que pode ganhar o lugar do suspenso Cícero. <br /><br />Os dois foram formados nas categorias de base do clube, onde conquistaram quase todos os títulos possíveis. "Na base a gente tem diversos obstáculos que fazem a gente chegar aqui mais maduro e encarar isso de uma forma mais tranquila, que flua melhor. São campeonatos de nível superior, como Libertadores, Copa do Brasil, e lá a gente trabalha para chegar prontos para ter essa oportunidade. E quando estamos aqui, tentamos fazer nosso melhor. Fama e dinheiro são coisas secundárias. O sonho de jogar vem da base e nos preparamos para esse momento", garante Araruna.<br /><br />Curiosamente, no jogo deste sábado, os dois poderão reencontrar antigos colegas do CT de Cotia. Tormena e Banguelê estão emprestados para o time de Novo Horizonte. "A gente sempre torce por eles, independentemente de onde eles estejam. Vai ser emocionante encontrar companheiros de uma vida inteira na base em outro clube", disse Araruna, que tenta concilar o trabalho no São Paulo com o último ano na faculdade de administração.<br /><br />"Agora, ficou um pouco mais difícil, mas tenho falado com diretores e professores da faculdade para tentar alinhar a faculdade da melhor maneira possível. Mas tem o limite de faltas, que não posso ultrapassar. Espero conseguir conciliar, mas a prioridade é o futebol", afirmou o jovem, de 20 anos. 2017-02-23T12:03:11-03:00 Economia SEO para E-commerce: 5 dicas para iniciantes economia/noticia/2332007/seo-para-e-commerce-5-dicas-para-iniciantes/ <p>A decisão mais acertada para a sua loja virtual é fazer <a href='http://agenciatmj.com.br/gerenciamento-de-seo/' target='_blank' rel="nofollow">Gerenciamento de SEO</a>, que é uma das estratégias mais completas para quem deseja fazer sucesso com E-commerce. Cada vez mais o mercado de links patrocinados fica inflacionado pela entrada de novos concorrentes no mercado, e em alguns seguimentos, anunciar no Google fica impraticável pelos valores de CPC para aparecer na primeira página. Nem sempre a conta do ROI vai fechar na hora de calcular o retorno no fim do mês, por isso o caminho natural é desde a implementação do site, trabalhar para que você tenha boas palavras-chave posicionadas nos buscadores.</p><p>Por isso, vamos dar algumas dicas básicas para quem quer fazer SEO para E-commerce:</p><p>1 – Escolha da plataforma:</p><p>Se você ainda não escolheu a plataforma, de preferência para as que tenham a URL amigável, porque facilita a leitura dos buscadores, afinal até para é muito mais fácil você ler uma url /gerenciamento-de-seo do que ler uma url /12jugash820 e como os buscadores tentam cada vez ficar mais próximos do comportamento do usuário na internet, ele vai priorizar o que é mais fácil para ele entender.</p><p>Outro fator importante na hora de escolher a plataforma, é a velocidade que ela carrega. Faça o teste com alguns sites que utilizam a plataforma usando ferramentas como o Pingdoom por exemplo. Quanto mais rápido for o carregamento da página, melhor o seu site é rankeado.</p><p>2 – Conteúdo dos produtos:</p><p>Imagine que você compra um remédio e a bula dele vem 1 ou 2 linhas sem informações básicas, como composição, dosagem, contraindicações, armazenagem, etc. Você tomaria esse remédio? Não, certo? Vai comprar uma TV na internet, e o site não disponibiliza informações sobre o tamanho da tela, se ela é ou não smart TV, se é 4K etc., você vai comprar ela em outro lugar. Basicamente, o tamanho e a qualidade e a relevância do conteúdo são muito importantes aos olhos do Google, por isso a recomendação é que a discrição do seu produto tenha pelo menos 350 palavras e que o conteúdo seja original.</p><p>3 – Otimização das imagens:</p><p>O maior erro quando começamos a fazer otimização de sites no SEO e que você não pode repetir na hora de acrescentar as imagens aos seus produtos são, imagem muito pesada, imagem com nome que não reflete o produto e imagem sem o atributo Alt Text.</p><p>Sobre a imagem pesada, influencia no tempo de carregamento da página e isso é um fator de rankeamento, por isso, utilize ferramentas como o Tiny PNG para deixar as imagens mais leves.</p><p>No caso do nome da imagem, se você vende um Sofá Amarelo de 3 lugares, a sua imagem também deve ter esse nome, afinal, muita gente utiliza a aba de imagens do Google para escolher um produto, e se essa imagem chama imagem1.jpg, o Google e o usuário terão muito mais dificuldades em saber o que tem dentro do arquivo. No caso do atributo Alt text da imagem, é basicamente uma descrição resumida da imagem. Ex: Sofá Amarelo de 3 lugares com almofada removível e acabamento em courino.</p><p>4 – Meta Título e Meta Descrição</p><p>Basicamente são as fontes de leitura e entrada do cliente em seu site, por isso, lembre-se sempre de ter a palavra-chave mais importante do produto no título da meta descrição, respeitando sempre o limite de 63 caracteres que é a área que dá leitura nos buscadores.</p><p>Na descrição, coloque informações importantes do produto e do seu site que são diferenciais na hora de fazer uma venda, respeitando o limite de 143 caracteres.</p><p>5 – Escolha das palavras-chave</p><p>Aqui é o pulo do gato na hora de fazer SEO para E-commerce. Não adianta você querer concorrer na palavra-chave “celulares” a não ser que você também tenha os números da Mega-Sena dessa semana, você não vai ganhar dinheiro. Procure oportunidades em palavras-chave de pouca concorrência, mas com um volume de buscas razoável. Você pode por exemplo utilizar o Key Word planner do Google para ver o volume de uma palavra-chave e começar a trabalhar nos produtos relacionados. Sempre busque trabalhar palavras onde os maiores players do mercado ainda não estejam trabalhando, para assim, ter um resultado mais fácil na hora de posicionar a sua palavra-chave.</p><p>Bom, é isso, são dicas fáceis de seguir na hora de fazer SEO para E-commerce e que te ajudarão a posicionar alguns produtos ou categorias nas primeiras páginas do Google.</p><img src="http://api.dino.com.br/v2/news/tr/124366?partnerId=1370" alt="" style="border:0px;width:1px;height:1px;" /> 2017-02-23T11:56:27-03:00