O grande volume de chuva que atinge o Paraná desde domingo (3) causou estragos em pelo menos 18 municípios do Estado, entre eles Maringá. O último relatório da Coordenadoria da Defesa Civil do Estado, divulgado às 18h desta terça-feira (5), contabilizava mais de 18,5 mil pessoas afetadas pela chuva, 933 desalojados e 205 desabrigados. O número de casas danificadas já chega a 557 e outras 17 foram destruídas. A maior parte das ocorrências se refere a enxurradas, vendavais e inundações.

:NoticiasRelacionadas:

O vendaval e a tempestade que passaram por Maringá na segunda-feira (4) causaram prejuízos a 250 moradores e desalojaram 16. Uma casa foi destruída de acordo com a Notificação Preliminar de Desastre (Nopred) encaminhada pelas autoridades locais à Defesa Civil do Estado. Em Apucarana, foram registrados 13 pontos de alagamentos que deixaram 12 pessoas desalojadas, além de danificarem sete casas e deixarem uma destruída.

O caso mais grave na região noroeste é o de Manoel Ribas, em que houve duas mil pessoas afetadas, 200 desalojadas, 35 residências danificadas e oito destruídas. Em Mato Rico são 3.822 pessoas afetadas, 12 desalojadas e quatro residências danificada

Enchentes em Nova Tebas prejudicaram 200 pessoas, desalojaram 20 e desabrigaram outras três. Cinco residências foram danificadas e uma destruída. Em Iretama, são 60 pessoas desalojadas, 20 desabrigadas, 100 pessoas afetadas e 10 residências danificadas.

Araucária é o município com o maior número de pessoas atingidas pelas chuvas: cinco mil. A tempestade que castigou a cidade ontem deixou 200 desalojados e 32 desabrigados. A Defesa Civil contabiliza 143 casas danificadas e outras três destruídas.

Os moradores de Pitanga sofreram com as enxurradas e as inundações ocorridas hoje que afetaram 4,5 mil pessoas, desalojaram outras seis e causaram danos em 11 casas. Em Almirante Tamandaré as chuvas provocaram desabamentos que deixaram 60 pessoas afetadas, 27 desalojadas e nove casas destruídas.

Em Guaratuba, o Rio Cubatão estravazou e prejudicou 1,5 mil moradores nas localidades do Rasgado, Rasgadinho, Ribeirão Grande e Limeira, com transtornos para o escoamento da safra de bananas.

A Defesa Civil também registrou estragos em Tunas do Paraná onde 600 pessoas foram afetadas, 300 desalojadas, 150 desabrigadas, 200 residências danificadas e cinco destruídas.

Em Piraquara são 120 pessoas afetadas e 60 desalojadas. Quarenta residências e um prédio prédio público foram danificados na cidade. Em Pinhão o vendaval danificou 67 moradias e afetou 193 pessoas.

Também foram contabilizados estragos nos municípios de Vitorino, Reserva do Iguaçu, Guarapuava, Marmeleiro e Paranaguá.

Participe e comente