O idoso de 67 anos residente na Vila Rural Águia Dourada, em Paranavaí (a 74 quilômetros de Maringá), que na última sexta-feira (10) foi levado à delegacia por denúncias de maus tratos aos animais, recebeu em sua casa nesta terça-feira (14) a visita de uma equipe da Secretaria de Assistência Social. Procurando coletar informações e entender o modo de vida do morador, as servidoras do CRAS do Jardim São Jorge descobriram que ele não tem renda e nem conseguiu a aposentadoria, apesar de já possuir o direito.

Morador da vila rural há 17 anos, o idoso é conhecido pela vizinhança e reclama de problemas de saúde. Ele tem a doença de Chagas. "Todo mundo me conhece aqui, estou nessa casa desde quando essa Vila foi aberta. Eu preciso de tratamento por conta do problema que eu tenho. A doença de Chagas não tem cura, mas preciso de um tratamento para poder pelo menos me alimentar. Eu não consigo comer normalmente", lamentou o morador.

Sobre os animais, o idoso disse que as criações são para seu próprio sustento. "Os animais que crio são para vender. Essa é a minha sobrevivência. Não tenho fonte de renda e não consegui me aposentar, preciso fazer alguma coisa para conseguir viver", ressaltou.

Segundo a psicóloga do CRAS, Nazaré Olgado, a visita ajudou a identificar o perfil do morador. "Percebemos que ele mora sozinho e que tem seis filhos, mas nenhum deles mora em Paranavaí. Como sua principal reclamação é quanto à doença, vamos repassar à Secretaria de Saúde as informações necessárias para ajudá-lo", afirmou.

Quanto à aposentadoria, a assistente social do município, Suelen Vedovato, disse que o município pode ajudar o morador. "Existe o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), que nos permite encaminhar pessoas acima de 65 anos que não tenham renda própria para o INSS. Aparentemente ele atende todos os critérios necessários para receber o benefício, e se isso for confirmado, vai conseguir sua aposentadoria", disse.

Foto: Divulgação Prefeitura de Paranavaí

Relembrando o caso

Equipes da Vigilância em Saúde foram até a Vila Rural Águia Dourada, na última sexta-feira (10), após receberem denúncias de maus tratos contra animais. Quando a equipe chegou ao local, encontrou muita sujeira, focos de dengue e animais maltratados. Em seguida, a Guarda Municipal foi chamada e idoso de 67 anos que reside no local foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos.

Na delegacia, ele assinou um Termo de Compromisso para cooperar no processo e foi liberado no mesmo dia. Alguns animais foram levados para a Sociedade Protetora dos Animais de Paranavaí (SPAP). A entidade conveniada com o município está cuidando dos animais.

Divulgação Prefeitura de Paranavaí



Participe e comente