A partir de março, mais de 30 milhões de trabalhadores terão direito a fazer o saque de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), 2.402.759 só no Paraná.

Para o secretário estadual da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior, o dinheiro do FGTS vai ajudar a economia do Estado. "O valor total a ser sacado pelos paranaenses passa de R$ 3 milhões. Um dinheiro que vai ser gasto aqui no estado, já que mais da metade dos trabalhadores tem até R$ 500 para sacar, outros quase 25% dos trabalhadores têm de R$ 500,00 a R$ 1.500,00, e só 20% têm valores que passam dos R$1.500,00", diz Artagão Júnior.

QUEM TEM DIREITO

O trabalhador que tem saldo em uma conta inativa até 31 de dezembro de 2015. Ou seja, se ele pediu demissão ou foi demitido por justa causa. Antes, era preciso esperar três anos para sacar o FGTS de uma conta inativa.

Agora, quem foi desligado de uma empresa até 31 de dezembro de 2015 vai poder sacar o saldo que ficou na conta. Uma conta fica inativa quando deixa de receber depósitos da empresa devido à extinção ou rescisão do contrato de trabalho.

Quem está trabalhando também pode sacar o valor de uma conta inativa. Mas é preciso que o desligamento do emprego anterior tenha acontecido até 31 de dezembro de 2015.

Para saber se tem direito a sacar o benefício, o trabalhador pode acessar o site da Caixa ou ligar no 0800-726-2017.

O trabalhador deve ficar atento porque quem perder a data limite para o saque – 31 de julho de 2017 só poderá fazer o saque de contas inativas em outras situações previstas em lei, como aposentadoria ou após a conta de FGTS permanecer sem depósitos por 3 anos ininterruptos.

Confira o calendário para saque do FGTS:

Nascidos nos meses de: janeiro e fevereiro – a partir de 10/03/2017

março, abril e maio – a partir de 10/04/2017

junho, julho e agosto – a partir de 12/05/2017

setembro, outubro, novembro – a partir de 16/06/2017

dezembro – 14/07/2017.

Participe e comente