Uma adolescente de 13 anos morreu em Umuarama, após contrair meningite meningocócica. A jovem estava internada em estado grave desde domingo e teve a morte encefálica confirmada pouco antes das 23h.

Segundo Laiz Gomes, chefe da Vigilância Epidemiológica da 12ª Regional de Saúde, que atende Umuarama, o resultado positivo para a doença foi divulgado na segunda-feira (15). De acordo com o órgão, foram realizadas ações de bloqueio com os familiares e os estudantes que sentavam próximos à adolescente e a possibilidade de surto foi descartada.

Esse é o segundo caso de morte por meningite bacteriana na regional. O primeiro caso foi no início do ano. Laiz afirma que há, atualmente, 8 casos confirmados de meningite na regional: além dos dois óbitos, foi detectada uma situação de meningite viral, que já foi curada e os outros 5 casos não foram especificados.

Segundo o Ministério da Saúde, existem três tipos de meningite: a viral, fúngica e a bacteriana. Esta última é a mais grave, pois é quando a bactéria entra na corrente sanguínea e provoca inflamação do tecido que envolve o cérebro e a medula.

Os sintomas gerais da meningite são: febre alta, vômitos, dor de cabeça forte, confusão mental, cansaço, falta de apetite. No caso da bacteriana, o doente também sente dor ao virar o pescoço, apresenta manchas roxas na pele, rigidez muscular no pescoço e sensibilidade à luz ou ao som.

A recomendação médica é que, ao apresentar sintomas de meningite, a vítima procure imediatamente auxílio médico.

Participe e comente