Após uma denúncia, a Polícia Ambiental de Maringá flagrou o desmatamento ilegal de vegetação nativa em uma propriedade rural situada entre Nova Esperança e Presidente Castelo Branco, nesta sexta-feira (16).

A área tem cerca de 1,8 hectares e era composta por vegetação nativa em regeneração, com plantas como angico, sapuva, capixigui, fumo bravo, guajuvira, macaúba, entre outras.

O proprietário foi identificado e será responsabilizado pelo desmate sem autorização do órgão ambiental. Foi confeccionado boletim de ocorrência, que será encaminhado ao Ministério Público do Paraná para que seja aberto procedimento investigatório criminal. O boletim também será encaminhado ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

Foto: Divulgação Polícia Ambiental


Participe e comente