Permanece sem explicação a morte de Ataide Miguel Santos Rodrigues, de 1 ano e oito meses, em Paiçandu. No último domingo (8), ele havia sido internado no Hospital São José, com vômito e febre e, tendo melhorado dos sintomas, recebeu alta médica. Horas depois, no entanto, o menino foi internado em estado mais grave e morreu. Segundo a mãe da criança, o médico que atendeu o menino no retorno dele ao hospital suspeitou de meningite meningocócica, mas esse possível diagnóstico não tinha sido levantado pelo primeiro médico.

Conforme o hospital, o menino de entrada no hospital às 13h45, apresentando os sintomas de vômito e febre. Ele foi encaminhado ao médico, foi medicado e ficou em observação até as 18h10. Neste horário, segundo o hospital, Ataide foi reavaliado e não mais apresentava os sintomas iniciais, recebendo alta médica.

Às 21h, a mãe retornou ao hospital com a criança já em parada cardíaca. Os funcionários do hospital e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), fizeram os procedimentos de reanimação, mas o paciente não resistiu.

Como a criança já entrou no hospital em parada cardíaca, não é possível, segundo o hospital, precisar a causa do óbito. "Para elucidar a causa precisaríamos de um serviço de verificação do óbito, algo que não dispomos no município, assim como em outras cidades do mesmo porte. Para constatação [o menino] teria que ter sido encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML)", afirmou, em nota.

A criança foi sepultada na segunda-feira (9).

 

Foto: Alécio Martins/ Serviços Paiçandu

 


Participe e comente