Após reclamações da população, a Prefeitura de Paiçandu cancelou a licitação que prevê a contratação de equipes de arbitragem que prestem serviços nos eventos da secretaria de Esportes e Lazer do município. O pregão presencial nº 027/2018 foi aberto no dia 8 deste mês e o valor máximo era de R$ 298,2 mil. A população questionou o valor e a licitação, que ainda não havia sido homologada, foi cancelada na semana passada. No próximo dia 25, será feita uma audiência pública para debater o assunto.

Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, o valor é alto devido a quantidade de eventos previstos para acontecer neste ano. No ano passado, foram apenas cinco eventos esportivos, e o valor gasto foi de aproximadamente R$ 195 mil. Neste ano, a previsão da administração é realizar 13 eventos. São eventos que vão desde campeonato de skate, que envolve 100 atletas, até jogos escolares, que contam com a participação de todos os alunos da cidade (aproximadamente 10 mil crianças), custa em torno de R$ 60 mil e não acontece há quase 10 anos.

"Foi divulgado nas redes sociais de uma forma que induziu as pessoas a pensarem que essa licitação seria só para pagar árbitro. Mas temos ciclismo, skate, corrida e outras modalidades. Se você ler o descritivo está bem claro isso. Houve um clamor público da população, porque nunca foi feito um investimento dessa magnitude no esporte. Eles começaram a medir melhorias em outras áreas", explica o secretário da pasta Renato Mariotto.

Mas, segundo ele, investir em esportes traz economia para outros setores. "Uma cidade que investe no esporte, economiza na saúde. É um fato, eu falo como professor de educação física, o município que investe em qualidade de vida e prática esportiva, diminui os níveis de estresse, depressão, pressão arterial, glicemia", enfatiza.

Ele explica que trata-se de um valor de preço de mercado e que, inclusive, está abaixo de algumas outras cidades. "Fizemos um levantamento de todos os eventos que poderiam ser realizados e está dentro da média de preços mesmo."

Um dos motivos que contribuiu para o aumento no número de eventos esportivos previsto pela secretaria é o término das obras do ginásio de esportes Engenheiro Agrônomo Carlos Roberto Seghezzi, o único ginásio de Paiçandu, e que está em reforma desde 2015. Com a previsão de entrega do espaço para o final do mês de junho, novos eventos foram colocados na agenda.

Após a polêmica e clamor da população nas redes sociais, a administração cancelou o pregão. No dia 25 deste mês, será feita uma audiência pública para decidir quais eventos devem permanecer na agenda da secretaria de Esportes e Lazer de Paiçandu. "Vamos apresentar os 13 eventos previstos, o valor de custo de cada um, e faremos uma votação. A população que vai decidir quais modalidades permanecem, e quais serão retiradas", disse.


Participe e comente