• Rio Andirá sobe, interdita ponte e destrói plantações

  • Luiz de Carvalho

A ponte sobre o Rio Andirá, na PR-554, entre Doutor Camargo e São Jorge do Ivaí, poderá ser liberada hoje à tarde ou amanhã para o trânsito de veículos.

Ela foi interditada nesta terça-feira à noite depois que as águas subiram e chegaram a ficar cerca de um metro e meio acima da pista. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, que acompanhou o movimento e orientou o trânsito no local, ontem no fim da tarde a situação era estável, o que significa que o nível pode baixar a partir de hoje.

O rio subiu em consequência das chuvas na região noroeste do Estado e foi a maior cheia do Andirá em dez anos. Os demais rios das proximidades também subiram desde a terça-feira, como é o caso do Bandeirantes, que segue paralelo à PR-323 de Maringá até o Rio Ivaí, oito quilômetros depois de Doutor Camargo.

 

João Paulo Santos

O Rio Ivaí também subiu com o excesso de água; ontem estava a um metro de alcançar a ponte da PR-323

 

O Ivaí por volta das 17 horas de ontem estava cerca de três metros acima do nível normal e a um metro de alcançar a ponte da PR-323.

A interdição da ponte sobre o Andirá tornou-se um problema para os motoristas procedentes das regiões sudoeste, oeste e central do Estado, que geralmente usam o trecho entre Doutor Camargo e Presidente Castelo Branco, passando por São Jorge do Ivaí, Floraí e São Carlos do Ivaí, para encurtar o caminho para a saída para o Estado de São Paulo, bem como para se desviar dos pedágios da BR-376.

Alagamento
"Desta vez foi muito rápido.
Em poucas horas, o Rio
Andirá já estava a mais de
um metro acima da ponte"
Jorge Morais
Morador nas
proximidades há 52 anos
Segundo o agricultor Jorge de Morais, que mora há 52 anos em uma propriedade rural próxima à ponte, "durante a noite de terça-feira a situação ficou complicada, pois os motoristas só descobriam o problema ao chegar ao local e não sabiam se podiam se arriscar".

Uma van que transportava universitários de São Jorge do Ivaí para as faculdades de Maringá não conseguiu passar e os estudantes perderam a aula. Ontem a van chegou a Maringá saindo por Presidente Castelo Branco.

O caminhoneiro Gilberto Coelho da Silva, que transportava uma carga de milho de Ivatuba para São Jorge do Ivaí, só tomou conhecimento da interdição ao chegar à ponte. Ele teve que dirigir o caminhão de marcha à ré por mais de um quilômetro para conseguir virar o veículo, o que não seria problema se não tratasse de um bitrem.

Morais, que é conhecido como Bin Laden por causa da semelhança física com o falecido terrorista, disse que em meio século já viu o Andirá, o Ivaí e o Bandeirantes subirem muitas vezes, "mas dessa vez foi muito rápido, em poucas horas o rio já estava a mais de um metro acima da ponte".

A cheia invadiu também propriedades rurais próximas ao Ivaí e os dois afluentes. Uma boate na margem da PR-323 foi esvaziada durante a madrugada, depois que a água atingiu todos os aposentos. As mulheres que trabalham no local foram alojadas em uma chácara próxima, pertencente a uma igreja.

Veja também

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 46
  • 17
  • 5
  • 42
  • 47
  • 8

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.