• Região tem o Natal mais violento dos últimos 3 anos

  • Carla Guedes

O feriado de Natal nas estradas estaduais da região de Maringá foi o mais violento dos últimos 3 anos. O número de mortes foi seis vezes superior que o do ano passado e 200% em relação a 2008, quando duas pessoas morreram.


Os números, segundo o tenente da Polícia Rodoviária Estadual, Christian Nogueira, servem de alerta para os motoristas que vão pegar a estrada no Réveillon, época em que os flagrantes de condutores bêbados são mais comuns. "São números ruins, violentos e devem servir para que as pessoas se sensibilizem."

A "Operação Natal" da 4ª Companhia de Polícia Rodoviária Estadual, com sede em Maringá, contabilizou – entre sexta-feira e domingo – 41 acidentes, 31 feridos e seis mortes. No ano passado, foram 33 acidentes, 30 feridos e uma morte. Os policiais aplicaram 224 multas, das quais duas foram para motoristas embriagados – um deles foi preso. "Foi um Natal violento, embora o número de feridos tenha permanecido praticamente estável em comparação com 2010", avalia o tenente. "As estatísticas do ano passado tiveram resultado muito bom, mas difícil de manter."

O fluxo de veículos cresceu 15% nas estradas da região no feriado. O movimento colocou mais policiais nas rodovias, com radares e bafômetros. Para o Réveillon, a estimativa é de 10% a 15% a mais de automóveis, com a maioria seguindo rumo ao litoral.

Avante Paiçandu

Acidente com morte, no sábado, na PR-323, em Paiçandu

O número de mortes nas vias estaduais da região de Maringá corresponde a quase 43% do total de óbitos em todo o Paraná, onde foram registrados 14 mortes. No Natal de 2010, sete pessoas perderam a vida nas PRs do Estado.

Acidentes

Dos seis acidentes envolvendo mortes na região, dois foram colisões frontais. Esse tipo de acidente, segundo Nogueira, denota que houve ultrapassagem proibida.

Em outros dois com vítimas fatais, os motoristas perderam o controle dos carros e bateram. No sábado, um Vectra bateu em uma árvore na PR-542. No dia seguinte, um motociclista chocou-se em um barranco. "São colisões que podem ter várias causas, desde embriaguez,cansado e excesso de velocidade, mas só o inquérito vai mostrar o que aconteceu".

No sábado à noite, um homem de 61 anos morreu na PR-551 ao parar o carro na rodovia. Segundo a PRE, o automóvel sofreu uma pane e uma caminhonete que seguia atrás colidiu no carro e matou o motorista. "Foi uma falha grave (do motorista que parou o veículo na pista). Jamais se deve parar sobre a rodovia. Sendo impossível, o local deve ser sinalizado imediatamente".

Em Cianorte, uma poça de óleo na pista provocou três acidentes: um capotamento com morte e outros dois sem gravidade. O tenente comenta que não chovia no momento dos acidentes mais graves, embora as pancadas de chuva que atingiram a região no fim de semana tornaram o asfalto escorregadio.

"As pessoas estão com pressa e querendo vencer grandes distâncias em rodovias sinuosas. As estradas da região estão em boas condições e favorecem a maior velocidade."

No total, em estradas federais e estaduais, 24 pessoas morreram no feriado de Natal no Paraná. Em 2010, foram registrados 18 óbitos.

Londrina

O fim de semana do Natal terminou com leve aumento no número de acidentes e feridos e redução na quantidade de óbitos registrada nas rodovias estaduais de Londrina e região. Segundo dados da Polícia Rodoviária Estadual, do dia 22 de dezembro até a manhã de ontem, ocorreram 38 acidentes, - 27 com vítimas -, 41 pessoas ficaram feridas e outras seis morreram. Em 2010, o saldo foi de 35 acidentes, 40 feridos e oito óbitos.

O subtenente Hemerson Pacheco acredita que a Operação Natal nas estradas terminou com bons números. "Houve um pequeno acréscimo nos feridos e acidentes, mas em relação ao grande aumento da frota essa quantidade se torna insignificante. O que nos deixa feliz é a redução de oito para seis mortes. Isso nos mostra que o aumento de 80% do efetivo nos horários de pico surtiu efeito. Os acidentes registrados aconteceram por fatores alheios à PRE", comentou

No domingo, três pessoas morreram. Em uma colisão frontal na saída para Tamarana (a 55 km de Londrina), na PR-445, dois carros de Cambé bateram de frente e ambos os condutores morreram no local. Já na PR-170, um carro capotou e um homem de 32 anos veio a óbito em Novo Itacolomi.

A PR-445 foi a campeã de acidentes, com dez ocorrências, oito feridos e duas mortes, seguida pela PR-323, PR-170 e PR-160. Já em relação ao tipo de acidente, o mais comum foi capotamento, com sete registros, representando 18,4% do número total.

Segundo o subtenente, a infração mais registrada no fim de semana foi a falta do uso de cinto de segurança. "Mesmo sendo algo que já vem sendo cobrado há anos, as pessoas insistem no erro. (Colaborou Pauline Almeida)


ESTATÍSTICA

Veja também

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 24
  • 22
  • 38
  • 49
  • 10
  • 39

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.