• Manifestações de caminhoneiros continuam em vários pontos do Paraná

  • Larissa Ayumi Sato

A greve de caminhoneiros segue nesta terça-feira (31) com vários pontos de bloqueio de passagem de caminhões pelas rodovias do Paraná. Em geral, veículos de passeio, ônibus e cargas vivas estão sendo liberados para passagem.

A reportagem tentou contato com o presidente do Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC) Paraná, Neori Tigrão, mas o celular dele estava desligado. A expectativa é que aconteça na tarde desta terça uma reunião com as lideranças da classe e representantes do Ministério da Casa Civil e Transportes, o que deve definir os rumos das paralisações.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há manifestações de caminhoneiros em diversas rodovias federais do Paraná:

-BR 376, km 231 em Apucarana;

km 323 Mauá da Serra;

-BR-467, km 78, Toledo

-BR-158, km 207, Peabiru

-BR-487, km 196, Campo Mourão;

-BR-369, km 397, em Mamborê;

-BR-277, km 670, em Medianeira;

km 452 em Laranjeiras do Sul;

km 118 em Campo Largo; (liberada por volta das 12h)

km 339 em Guarapuava;

-BR-163: km 7, em Barracão;

km 42 em Pranchita;

km 64,5 em Pérola do Oeste;

km 86,5 em Capanema;


Na área da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), os locais de manifestação são:

-PR-082, km 226, Terra Boa, no sentido Cianorte a Terra Boa;

-Entroncamento da PR-482 e PR-323, sentido Umuarama a Cruzeiro;

-PR-323, km 303, Umuarama;

-PR-218, km 252 em Astorga;

-PR-468, km 55, em Goioerê;

-PR-151, km 288, pista no sentido Pirai/ Castro e Castro/Pirai;

-PR-182, km 458, em Realeza;

-PR-180 km 437 (Trevo);

-PR-471 km 222 (Nova Prata do Iguaçu);

-PR-182 em Toledo, desde as 07h30;

 

O Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga (Sinditac) de Campo Mourão (a 92 km de Maringá) e região está com cerca de 30 condutores participando de bloqueios nas saídas para Guarapuava (BR-487), para Cascavel (BR-369, em Mamborê) e para Maringá (BR-158), desde as 5h. A expectativa também é pelo encontro do movimento com o governo em Brasília, conforme o presidente José Severino Provasi.

Em Astorga (a 51 km de Maringá), o Sinditac conta com cerca de 200 caminhoneiros parados na PR-218, em frente à Cooperativa de Transportes de Astorga (CTA), de acordo com o presidente Luiz Carlos Zambom.

Na região de Paranavaí (a 77 km de Maringá), segundo o presidente da Associação de Caminhoneiros, Sérgio Tomé, os motoristas estão parados, aguardando a reunião com o governo, mas sem se reunirem.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 57
  • 23
  • 38
  • 13
  • 34
  • 27

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.