Marinalva de Almeida, 39 anos, mãe de três, atleta paralímpica e sobretudo, uma mulher de garra, que luta a cada dia para vencer os obstáculos e inspirar outras pessoas que assim como ela, são deficientes físicas a saírem do anonimato e serem donos de sua própria história.

Aos 14 anos Mari perdeu sua perna esquerda num acidente de moto – ela conduzia o veículo sozinha. Superou a perda e aprendeu desde cedo a cair e levantar. Passou a frequentar o Centro de Educação Multidisciplinar ao Portador de Deficiência Física (Cemdef) e a aprender com os outros colegas a ter coragem para lutar e fazer acontecer. Ali começou sua história com o esporte.

Leia a matéria completa no portal Plano Feminino.

Receba todos os dias no seu e-mail as principais notícias de Maringá e região
Só um envio por dia. Cancele quando quiser

Participe e comente