No final da tarde de quarta-feira (15), a Polícia Civil encontrou o corpo de Leonardo Zanetti, de 20 anos, desaparecido desde a noite de segunda-feira (13), em Cianorte. O corpo foi localizado em Rio Bolívar, próximo à Estrada Branco, por volta das 17h, e um suspeito foi preso.

Conforme o delegado-chefe, Ítalo Cesar Sega, a morte foi causada, a princípio, por espancamento. “Inicialmente, não foi encontrada nenhuma marca de disparo de arma de fogo. Eles [os agressores] até teriam utilizado uma arma, mas para dar coronhadas na vítima. O rapaz foi morto com requintes de crueldade”, explica. Conforme a Polícia Civil, a causa da morte só poderá ser confirmada após o laudo do Instituto Médico-Legal (IML) de Campo Mourão.

A Polícia prendeu um rapaz de 18 anos que confessou o crime e apontou que houve a participação de outras quatro pessoas. Ele é morador de Cianorte e, de acordo com o delegado, contou como foi toda a ação. “Eles saíram para roubar um carro e acabaram cruzando com a vítima. Em um certo momento, o rapaz teria olhado para eles e, por receio de serem reconhecidos, acharam melhor matá-lo”, diz Sega.

Segundo a Polícia Civil, os outros envolvidos e o carro de Zanetti não foram encontrados ainda. A polícia segue investigando.

O caso

Por volta das 23h de segunda-feira, Leonardo Zanetti deixou a casa de uma amiga para ir buscar a mãe, mas não chegou ao destino. O rapaz, que depois seguiria para um bar, desapareceu com o Fiat Strada da família, que trabalha no ramo de decorações. Segundo o suspeito preso, o rapaz foi abordado perto da casa da amiga dele.

Segundo a Polícia Militar, a central recebeu informações sobre o veículo, que estaria no bairro Beatriz Guimarães e tinha a lateral amassada. Quando a polícia chegou ao local, o veículo não estava mais lá e não foi encontrado até o momento.

Leonardo estava desaparecido desde a segunda-feira (Foto: Reprodução/ Facebook)

Participe e comente