William Ruas Ferrari, de 23 anos, estacionava o Fiat Stilo em casa, na Rua Xingu, no Conjunto Paulino, em Maringá, quando um Peugeot de cor prata encostou ao lado do veículo e uma pessoa efetuou vários disparos de arma de fogo na direção dele. Era por volta de 14h20 de sábado (12) e a vítima, ferida nas pernas e na cabeça, ainda conseguiu sair do carro, mas morreu logo depois, na calçada. Uma ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionada, mas a vítima já estava em óbito.

A Polícia Militar encontrou oito estojos de pistola calibre 9 mm no chão e dentro do carro da vítima. De acordo com a polícia, isso indica que o atirador desceu do carro e atirou à queima roupa em Ferrari. A casa da vítima tem sistema de filmagem externa e as imagens de segurança podem ajudar a Delegacia de Homicídios a identificar os autores do crime.

O corpo de Ferrari, também conhecido como “William Rato”, foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá.

Foto: André Almenara

Participe e comente