Dois homens foram presos em Alto Paraná, logo após supostamente roubarem um GM Vectra. A dupla teria usado armas de fogo para intimidar a vítima e fugir com o carro, mas foram detidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que fazia a fiscalização de rotina em frente ao posto de Alto Paraná, na BR-376.

Conforme a PRF, na tarde de terça-feira (10), uma mulher de 33 anos, foi abordada por duas pessoas na casa dela, em Paranavaí. Os homens deram voz de assalto e levaram o carro dela, juntamente com pertences pessoais.

Os dois, então, tomaram a BR-376, durante a fuga e passaram em frente à unidade operacional da PRF. Os agentes em serviço deram ordem de parada aos condutores, mas eles aceleraram e empreenderam fuga.

Poucos metros depois de iniciada a perseguição, a equipe conseguiu fazer a abordagem do carro e verificou que o Vectra era o mesmo que havia sido roubado minutos antes. Os dois ocupantes do veículo foram levados à delegacia de Polícia Civil de Paranavaí e reconhecidos pela vítima como os autores do roubo.

Já na Delegacia da Polícia Civil em Paranavaí, a vítima contou que além do simulacro apreendido no veículo, uma segunda arma de fogo tinha sido utilizada. Com isso, os policiais voltaram ao lugar da abordagem e encontraram, próximo ao bordo da pista, um revólver calibre .32, com seis munições intactas. A arma também foi levada para a delegacia.

Conforme a PRF, a vítima ficou muito feliz com a recuperação do veículo e prisão dos assaltantes, pois não tinha seguro do carro.

"A PRF alerta para que, em casos de roubo, as vítimas não reajam e contatem os órgãos de segurança o mais rápido possível. Essas atitudes tendem a preservar a vida das vítimas e contribuem para a prisão dos autores do crime", ressalta Pedro Faria, da PRF.

 

Divulgação
A prisão aconteceu minutos depois do roubo do Vectra


Participe e comente