Preso há pouco mais de uma semana por suspeita de tentativa de homicídio, o desempregado Everton Pereira Nicolau, 21 anos, conhecido como "Steve", confessou na tarde de ontem ser o autor da facada que feriu gravemente o cadeirante Lourival Domingos de Oliveira, 50 anos.

O crime aconteceu na noite de 6 de novembro passado no interior da casa da vítima, na Vila Morangueira, em Maringá. Atingido com uma facada na garganta, Oliveira quase teve a veia jugular seccionada.

Após receber alta médica, Oliveira compareceu na Delegacia de Homicídios (DH) e apontou Nicolau como autor do crime, com o qual, segundo ele, teria uma dívida referente à compra de maconha. "Eu não conseguia pagar e o avisei que mudaria de traficante", disse a vítima.

Ontem, porém, Nicolau, que estava acompanhado de seu advogado, negou ser traficante e disse que usava e comprava droga de Oliveira, ao qual teria emprestado R$ 500 e não recebido.

Na versão ao delegado da DH, Diego Elias de Freitas, o rapaz contou que apenas se defendeu, já que a vítima teria tentado atacá-lo com uma faca. "Tomei a arma e o acertei no pescoço", relatou Nicolau.

 

Arquivo/ André Almenara
A vítima ficou em estado grave e foi atendida pelo Siate

 


Participe e comente