O que era para ser uma abordagem de rotina para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-376 resultou em uma perseguição a uma caminhonete e apreensão de aproximadamente 20 mil maços de cigarros, em Marialva. O condutor do veículo conseguiu se embrenhar na mata e fugir.

Uma equipe da PRF estava em frente ao posto, em Marialva, e avistou uma GM Montana com placas de Santa Bárbara do D'Oeste (SP). Os policiais deram voz de parada, mas o condutor empreendeu fuga, em direção à cidade.

"O motorista estava em vantagem [de distância, em relação à equipe], mas a própria população foi avisando os policiais de que tinha passado a caminhonete correndo e tinha ido por ali. Enquanto uma viatura estava fazendo a perseguição, outra se dirigiu ao trevo de acesso ao distrito de Aquidaban, cercando o suspeito", diz o inspetor da PRF, Wilson Martines.

De acordo com a polícia, o motorista seguia para o trevo do distrito, quando viu a viatura já na rodovia e tentou se desvencilhar, fazendo manobras arriscadas. Com isso, ele perdeu o controle da direção e o veículo foi parar em uma ribanceira. O motorista desceu do veículo e fugiu para dentro da mata, não sendo alcançado.

Martines conta que, ao abrir o veículo, os policiais encontraram cigarros contrabandeados na cabine e vários na carroceria, que contava com uma capota rígida adaptada, para caber mais caixas de cigarro. A estimativa da PRF é de que o veículo transportasse cerca de R$ 20 mil maços de cigarro, mas o número oficial só é repassado após contagem pela Receita Federal, para onde o veículo e a carga foram encaminhados.

Divulgação/PRF
Caminhonete foi adaptado para carregar mais cigarros

 

Divulgação/PRF
Várias caixa de cigarro também eram transportadas na cabine do veículo

Participe e comente