Polícia Ambiental de Umuarama atendeu denúncia na tarde desta segunda-feira (09) em Crúzeiro do Oeste de animais silvestres sendo mantidos cativeiros. Os policias apreenderam um filhote de quati que estava em uma gaiola, cativeiro ilegal, também encontradas aves da fauna nativa, sedo elas: Melro, Canário Terra e Tico-Tico-Rei. Os oficiais vasculharam o local e encontraram um casco de tatu-galinha, no freezer da residência foi encontrado a carne do tatu. O dono da casa, um homem de 53 anos que não teve a identidade divulgada, foi preso de acordo com o Art. 29 da Lei 9.605/98 (Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente) a pena é de seis meses a um ano.


 


Participe e comente