A Polícia Ambiental de Umuarama recebeu denúncia sobre comércio ilegal de gasolina em Vila Nilza, distrito de Iporã. A informação seria de que proprietários de residência rural, que tem contato com a margem do Rio Xambrê, tem negociado cargas contrabandeadas do Paraguai, transportadas pelo rio. As cargas de gasolina, e outros, estariam sendo vendidos ilegalmente. No momento da denúncia, o cidadão informou que havia dois carros suspeitos estacionados na entrada de uma plantação.

Já no local a equipe avistou na entrada dois carros e dois homens, que fugiram a pé ao ver a viatura. Os suspeitos correram para dentro de uma plantação de eucaliptos e conseguiram escapar. Sem sucesso na perseguição foi feito uma revista nos carros, um VW Jeta e um Hyundai Tucson. Dentro dos veículos foram apreendidos cerca de quarenta caixas de cigarros e radiocomunicadores ilegais.

A Polícia não encontrou registros de roubo dos carros, o que aponta os dois suspeitos foragidos como os prováveis donos, que ainda não têm identificação.

Em vistoria no local, foram encontrados 300 litros de gasolina divididos em seis galões e armazenados de forma irregular, que ocasiona em crime ambiental. Mais cem caixas de cigarros encontrados dentro na propriedade em área de preservação permanente, próximo ao Rio Xambrê. Total de 180 caixas de cigarros, sendo noventa mil maços, encaminhados para a Receita Federal em Guaíra. Não havia ninguém no local, por isso não teve prisão.

A Polícia Federal de Guaíra é quem assume o caso e passa a investigar a identificação do dono da propriedade e dos suspeitos foragidos. Também está apreendido pelos federais os dois veículos encontrados.



Participe e comente