• Adolescente de 17 anos é executado no Jardim Alvorada em Maringá

  • Rosângela Gris e Roberto Silva

A execução sumária de um adolescente elevou para 30 o total de homicídios registrados neste ano em Maringá. Luan Gustavo Garbelini, 17 anos, foi morto a tiros no fim da tarde desta terça-feira (11), por volta das 17h40, na Rua Colômbia, no Jardim Alvorada.

Segundo a polícia, minutos antes do crime o garoto conversava com a namorada - uma adolescente de 17 anos - e dois amigos no cruzamento da Rua Colômbia com a Porphirio de Moraes. No momento em que a garota se afastou do namorado, Luan foi surpreendido por dois homens em um Corsa de cor branca.

 

João Cláudio Fragoso

Luan tentou fugir do atirador, mas foi perseguido e morto com um tiro na cabeça


O passageiro desceu do veículo empunhando uma pistola 9 mm, seguiu em direção ao garoto e ordenou que ele não fugisse. Luan e os dois amigos correram em direção contrária. O atirador fez vários disparos que atingiram a perna e o braço do adolescente. Ferido, Luan caiu na calçada, em frente ao portão de uma residência. O atirador então se aproximou e disparou contra sua cabeça, ação típica de ação sumária.

Equipes do Siate e do Samu foram acionadas para atender a ocorrência, mas ao chegarem no endereço encontraram o garoto já sem vida. No local os policiais encontraram várias cápsulas de pistola deflagradas. As marcas dos tiros também ficaram nos muros e portões da vizinhança.

Populares disseram à reportagem terem ouvido pelo menos dez disparos. Eles também relataram terem visto o Corsa branco rondando o bairro horas antes do crime, possivelmente procurando pelo garoto.

Aos prantos, a namorada de Luan disse que o casal estava junto há dez meses e que sabia dos antecedentes criminais por porte de simulacro de arma e tráfico de drogas. "Ele não me contava nada. Não queria me envolver isso".

A reportagem de O Diário esteve no local e constatou que o atirador seria morador da Vila Morangueira, onde comandaria pontos de tráfico. Há tempos traficantes desse bairro estão em guerra declarada com outra gangue do Jardim Alvorada. A hipótese de represálias por parte de amigos da vítima não foi descartada pela polícia.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 46
  • 17
  • 5
  • 42
  • 47
  • 8

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.