Já estamos chegando ao meio do ano e as informações das pesquisas estão sendo confirmadas, a cada dia as operadoras investem na expansão da rede 4G no país. Com o aumento da procura por smartphones que utilizam essa tecnologia por parte dos usuários, e com a retomada de incentivo das operadoras, para que o cliente troque seu aparelho 3G por um 4G tem ampliado mais as expectativas dos especialistas.

Segundo a Teleco Consultoria, a expectativa é de chegar até dezembro com cerca de 90 milhões de chips navegando na rede de quarta geração, que permite alta velocidade ao ver vídeos. Este número de linhas é praticamente o dobro do que se tem hoje, por enquanto há 56 milhões utilizando 4G.

Em contra partida, a rede 3G naturalmente vai perder força, reduzindo gradualmente dos atuais 124 milhões para menos de 90 milhões. Isso também se deve ao fato de que a velocidade da internet no celular ser muito importante para os usuários, há sites que fazem esse teste de velocidade de conexão para internet fixa, e muitas vezes as pessoas desconhecem que a velocidade residencial é superior a de telefonia móvel por alguns motivos.

Dos municípios que já oferecem celulares habilitados com a rede 4G, apenas 65% têm uma das cinco operadoras. No Brasil já temos mais de cinco mil municípios com rede internet móvel, aponta o balanço de mês de abril da Telebrasil (Associação Brasileira de Telecomunicações). Estes dados revelam que aproximadamente 98,3% da população do país, 5.016 municípios, já dispõe de redes 3G. Desde abril do ano passado para cá, 372 novos municípios receberam as redes de terceira geração, o que representa 8% de crescimento neste período. Essa cobertura de 3G ultrapassa em muito a obrigação, que é de 3.668 municípios.

Falar da internet 4G no Brasil ainda trás expectativas, já que nosso país está muito atrasado na utilização dessa tecnologia quando comparado a países de primeiro mundo com Japão e Estados Unidos e países da Europa. Sendo que o 4G já alcança 75,7% dos brasileiros. A grande diferença entre as redes e o motivo pelo qual se busca essa transição de tecnologia é a velocidade de conexão, em um mundo cada vez mais dinâmico, que busca por produtividade em menos tempo, quer também que a velocidade da internet móvel acompanhe esse dinamismo.

Muitas pessoas e empresas hoje dependem desse recurso em suas atividades, e a velocidade de conexão tem que acompanhar as necessidades dos usuários, no portal MinhaConexão é realizado o teste de velocidade de internet, e com ele da para saber a média da velocidade de conexão a internet que a pessoa utiliza em casa.

Participe e comente