Os probióticos são a nova onda de alimentos funcionais nas lojas de produtos naturais e cozinhas brasileiras. Liderada pelo Kombucha e pelo Kefir, essa revolução fermentada vem ao estilo faça você mesmo.

Essas bactérias são capazes de fermentar o chá, suco de frutas e o leite, produzindo substâncias que chegam ao intestino.

A estudante Adryellen Andrade,22, diz que começou a tomar o leite fermentado desde a infância e até hoje adora e consome."Sempre na casa da minha avó tinha e eu amava, depois que cresci, percebi que o leite fermentado tem muitos benefícios para a saúde, então, tomo até hoje",diz.

Há décadas, os iogurtes "aditivados" e leite fermentado com bactérias vivas são consumidos. A novidade agora é a produção caseira e a diversidade de micro-organismos, que vêm na esteira do "boom" das pesquisas sobre a microbiologia intestinal.

Segundo o nutricionista Bruno Staut, para que os benefícios dos probióticos tenham efeitos no organismo, é preciso alinhar o consumo com uma rotina saudável e estilo de vida. "A partir do momento em que a pessoa começa a usar o probiótico há uma melhoria na saúde, mas caso essa pessoa comece a alinhar com uma rotina mais saudável e com exercícios, o efeito será bem melhor", explica.

A agricultora Ana Mazur,50, conheceu essa técnica há vinte anos e os vizinhos pedem mudas e para ela ensinar como fazer."Uma irmã da Igreja Adventista me deu algumas mudas, mas cultivei durante poucos meses e parei porque dá um pouco de trabalho. Você tem que passar na peneira e renovar a cada doze horas ou vinte e quatro horas. É como cuidar de um filho. Depois que meus filhos cresceram eu procurei por mudas, mas demorei para encontrar. Voltei a cultivar faz cinco anos",diz.


BENEFÍCIOS. A agricultora Ana Mazur conheceu os probióticos há vinte anos; ela explica o processo e os benefícios do Kefir e Kombucha e o cultivo das sementes. — JOÃO PAULO SANTOS


Participe e comente