Hatch compacto é o mais procurado nas concessionárias pelo segundo ano consecutivo: volume é cerca de 22% superior ao registrado em 2015

Com 37,2 mil unidades registradas, dezembro foi o melhor mês do ano para a Chevrolet, que fechou 2016 na liderança do mercado brasileiro.

No acumulado de 2016, foram 345,9 mil unidades, com 11.9% de crescimento em participação de mercado.

O grande destaque da marca foi o Onix, que emplacou 153,3 mil unidades ao longo de 2016, um recorde histórico para o modelo. O volume é cerca de 22% superior ao registrado em 2015 apesar das dificuldades que atravessa o setor.

As mais de 18 mil unidades registradas em dezembro também representaram um marco inédito mensal para o Chevrolet Onix que passou por evoluções estéticas, mecânicas e tecnológicas na linha 2017, alancando índices de melhoria no consumo de combustível de até 18%.

Tudo isso ajudou a consagrar o Onix como o carro preferido do consumidor brasileiro pelo segundo ano consecutivo.

"Além do Onix, outros produtos contribuíram em vendas e imagem para a liderança da Chevrolet no Brasil, como o Prisma, o Cruze, a S10 e o Camaro, referências em seus respectivos segmentos", analisa Marcos Munhoz, vice-presidente da General Motors do Brasil.

"Uma rede de concessionária bem estruturada e novas tecnologias de conectividade total, como o OnStar, também tiveram papel relevante nesta conquista", completa o executivo.

Liderança

Com 66,3 mil unidades emplacadas em 2016, o Prisma se consagra como o sedã mais vendido do país, pelo segundo ano consecutivo.

O Spin lidera também seu segmento, com 22,6 mil unidades acumuladas no ano. O volume é similar ao do sedã médio-compacto Cobalt, veículo a combustão com o motor 1.8 mais econômico no país, de acordo com o Inmetro.

Outro sucesso comercial é o superesportivo Camaro, que fecha o ano com a chegada da nova geração, apresentada ao público em novembro, no Salão do Automóvel de São Paulo.

Também renovado em 2016, o Cruze vem registrando crescimento expressivo nos emplacamentos desde a chegada do modelo 2017, em meados do ano.

Dezembro, aliás, foi o melhor mês recente para o sedã. No acumulado, foi registrado crescimento de 5% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

A Chevrolet também vem se destacando no segmento dos SUVs. O Trailblazer, por exemplo, vem multiplicando sua participação e subindo no ranking de vendas após a chegada da linha 2017.

OS 10 +
1) Chevrolet Onix: 153.372
2) Hyundai HB20: 121.616
3) Ford Ka: 76.616
4) Chevrolet Prisma: 66.337
5) Toyota Corolla: 64.740
6) Fiat Palio: 63.996
7) Renault Sandero: 63.228
8) Fiat Strada: 59.449
9) Volkswagen Gol: 57.390
10) Honda HR-V: 55.758


MERCADO. Chevrolet Onix é o zero mais vendido de 2016: foram emplacadas 153,3 mil unidades ao longo de todo o ano. —FOTO: DIVULGAÇÃO

Três vezes Kawasaki Ninja

A Kawasaki sai na frente mais uma vez e dá o start para a pré-venda dos modelos Ninja H2, Ninja H2 Carbon e Ninja H2R, através da rede de Concessionárias Autorizadas Kawasaki em todo o Brasil.

Diferentemente do formato adotado nos anos anteriores, as novas H2, H2 Carbon e H2R serão comercializadas exclusivamente sob encomenda, com prazo para produção no Japão, importação e entrega no Brasil em até seis meses após a efetivação do pedido.

O destaque é para a Ninja H2 Carbon, edição limitada a somente 120 unidades em 2017. Baseada na Ninja H2, a versão Carbon terá carenagem frontal em fibra de carbono similar à da Ninja H2R, uma pintura especial e uma placa com número de série.

Os três modelos tornaram-se objetos de desejo desde que foram apresentados em outubro no Salão Intermot na Alemanha. Agora no Brasil, está no ar um hotsite exclusivo (www.kawasakibrasil.com/ lancamento) , com informações e um formulário de contato para iniciar o processo de pré-venda.

A Concessionária Autorizada Kawasaki mais próxima formalizará a reserva, e fará o acompanhamento do pedido até a entrega ao cliente.

Lançada pela Kawasaki no Brasil em 2015, a Ninja H2 foi eleita a Moto do Ano pela revista Duas Rodas, além de receber vários outros prêmios internacionais.
/// Redação O Diário


NO BRASIL. Modelos H2, H2 Carbon e H2R já aceleram em território tupiniquim. —FOTO: DIVULGAÇÃO

Participe e comente