Para o apaixonado por carros, o Salão de Genebra, na Suíça, é como um oásis. Na mostra, que abriu as portas ao público na quinta-feira,repleta de superesportivos, é como se as montadoras não estivessem vivendo uma crise de identidade gerada pelas demandas por carros autônomos e elétricos.

Há novidades de Ferrari, McLaren e Lamborghini, além de um modelo em homenagem a Emerson Fittipaldi, entre outras.

A Ferrari é a marca que mais desperta fascínio, como ficou comprovado na apresentação da 812 Superfast. Sucessor da F12 Berlinetta, tem motor V12 de 800 cv, é o mais rápido carro feito em série pela empresa e levou uma multidão ao estande.

No espaço ao lado da italiana, a McLaren revelou o 720S, esportivo que aposta na aerodinâmica e no V8 biturbo de 720 cv.

Da Lamborghini, a versão Performante é 30 cv mais potente e 40 kg mais leve que o Huracan "convencional". Seu motor V10 de 640 cv pode acelerá-la de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos. A Porsche também tem um caro "nervoso" na feira: o 911 GT3. Versão mais esportiva da linha, traz motor 4.0 boxer de 500 cv.

A Aston Martin, por sua vez, lança no salão sua divisão de preparação, a AMR. Os primeiros modelos com o novo tratamento são o Vanquish e o Rapide. O AMG GT Concept é um protótipo de cupê de quatro portas. Com ele, a Mercedes-Benz quer encarar o Porsche Panamera.

Desenhado pela italiana Pininfarina e desenvolvido por uma empresa de engenharia alemã, o EF7 é um esportivo feito em homenagem ao bicampeão de F-1 Emerson Fittipaldi. Com cerca de 1000 kg, o carro tem motor de mais de 600 cv.

Participe e comente