O que pode haver em comum entre o Jeep Renegade 4x4 a diesel e o Volkswagen Golf 1.0 TSI? Ou entre o Chevrolet Spin e o Fiat Doblò? Em termos de características, praticamente nada, mas todos são produtos sem rivais diretos no País.

Mesmo com as evidências indicando que o brasileiro tem preferido o câmbio automático, a Volkswagen lançou o Golf com motor 1.0 turbo de 125 cv com transmissão manual.

Da mesma forma, enquanto os utilitários-esportivos adotaram motor flexível e a tração 4x2 como padrão, o Jeep Renegade chegou às lojas com opção de propulsor a diesel e tração 4x4. Conheça alguns exemplos de carros que não têm com quem brigar no mercado.

O Doblò não é perua nem monovolume. Classificação à parte, esse furgovan está sozinho no segmento. Renault Kangoo e Peugeot Partner, que, ao menos em tese, seriam oponentes, estão à venda no País apenas em versões de carga. O Fiat é vendido somente para passageiros, com cinco ou sete lugares.

O Golf Comfortline é um carro para puristas, que realmente gostam de dirigir. Combina motor 1.0 turbo com injeção direta e 125 cv e câmbio manual de seis marchas. Apesar dos preços, que começam em R$ 77.247, essa configuração, que está disponível apenas na versão Comfortline, é a mais vendida da linha.


Jeep Renegadee Spin
Utilitários-esportivos em geral têm visual "agressivo", porte elevado e boa altura do solo. Mas são raros os compactos com tração 4x4 e motor a diesel, como os dois Jeep produzidos no Brasil. O Renegade com tração integral responde por cerca de 20% das vendas - no Compass, o número chega a 25%.

A Spin foi lançada em 2012 com o objetivo de substituir ao mesmo tempo os monovolumes Meriva e Zafira. Não chega a ser um monovolume (a dianteira é bem pronunciada), tampouco uma perua típica. Tem porte elevado, frente alta e opção de sete lugares. Os preços vão de R$ 58.890 (LS) a R$ 71.990 (Activ).

Participe e comente