Depois do C-Aircross Concept, apresentado no Salão do Automóvel de Genebra em 2017, e prenunciando um novo SUV compacto, que será comercializado na Europa no final deste ano, a Citroën continua sua ofensiva mundial no segmento SUV, apresentando o novo C5 Aircross, modelo com vocação internacional que marca uma nova etapa na implementação de sua estratégia de produto.

O carro foi apresentado no Salão de Xangai, da China, encerrado no dia 28 de abril, e será comercializado a partir do mês de outubro de 2017 no mercado chinês. Sua chegada à Europa está prevista para o segundo semestre de 2018.

Seu estilo externo robusto rejeita qualquer forma de arrogância graças ao equilíbrio global de sua silhueta, sustentada por um capô alto, uma distância entre-eixos de 2,73 m, volumes fluidos e orgânicos, sempre pontuados por elementos gráficos fortes.

"Extremamente próximo do concept car Aircross apresentado há dois anos em Xangai, o C5 Aircross é a interpretação do SUV pela Citroën. Com os nossos marcadores de estilo claramente identificáveis, ele expressa uma atitude única, que o faz um SUV diferente, ao mesmo tempo poderoso e moderno. "Alexandre Malval, diretor de Estilo da Citroën.

Seu espaço interno é, segundo a assessoria de imprensa da marca, dedicado ao bem-estar. Destaque para seu painel de bordo robusto, assentos generosos e console central largo e alto.

A tecnologia também embarca o CR e coloca à disposição de seus passageiros sistemas intuitivos para que possam ficar conectados a bordo, compartilhando e navegando. Ele oferece a mais recente geração de navegação por meio do Citroën Ligação Nav, um sistema de navegação conectada 3D. Acoplado a uma tela de 8'' HD capacitiva e que precisa ser tocada somente com a ponta dos dedos, esse sistema possui, também, um reconhecimento de voz para controlar as funções de Navegação, Telefone e Mídia sem tirar os olhos da estrada.

Oferecido na China com motorizações a gasolina de 165 cv e 200 cv, sempre acoplados a uma caixa de câmbio automática EAT6 e-shift, o C5 promete oferecer grande eficiência e prazer ao dirigir.

Será o primeiro veículo da Citroën a adotar a cadeia de tração Plug-In Híbrido PHEV e-AWD, composta de um motor térmico de 200 cv e de dois motores elétricos (um na frente e outro atrás), desenvolve uma potência global de 300 cv, fazendo do C5 Aircross o Citroën de série mais potente que já existiu.

Quatro modos de utilização serão propostos: "100% elétrico" (com uma autonomia de até 60 km), "Híbrido para longas distâncias sem recarga", "Combinado" e "4X4". Essa tecnologia inovadora permitirá recarregar a bateria durante a fase de desaceleração ou através do motor térmico em fase de rodagem.


POR FORA. Design robusto, capô alto e elementos gráficos destacados estão presentes na novidade da marca francesa. —FOTO: DIVULGAÇÃO

Participe e comente