Maringá é o município do interior do Paraná que mais emplacou zero-quilômetros no primeiro semestre do ano: 6.807 veículos novos ganharam placa na cidade, número 5% maior do que no mesmo período de 2016. Só Curitiba ficou à frente no ranking, com 28.580 emplacamentos de 1º de janeiro a 30 de junho. No entanto, a capital viu variação negativa de 12,5%. Os dados são do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR).

Com relação à segunda colocada, Londrina, Maringá emplacou 24,5% a mais nos seis primeiros meses de 2017, com 1.341 registros de diferença. Isso se deve aos resultados positivos de Maringá e negativos de Londrina, que emplacou 14,6% a menos neste semestre do queno mesmo período do ano anterior (veja mais no quadro ao lado).

Na avaliação do professor e economista Joilson Dias, podem ter contribuído para os resultados apresentados por Maringá os motivos de abrangência regional, renda per capita - a segunda maior do Estado, também atrás somente da capital - e, com mais ênfase, a presença de empresas de transporte e de locação na cidade. A justificativa inclui, ainda, segundo o economista, o movimento gerado pelo mercado agrícola de Maringá e região.

Principalmente fatores como a atividade agrícola, o que atrai compradores de cidades como Campo Mourão, Cianorte e Paranavaí em busca de utilitários, e a presença de empresas de locação de veículos, impactaram as vendas da Noma, concessionária da Toyota na cidade.

De acordo com o consultor de vendas da Noma, João Guerino, a empresa nota evolução nas vendas desde maio. Ele afirma que também aumentou o volume de interessados em comprar, principalmente via internet e telefone.

Segundo o gerente da Vernie Citroën de Maringá, Amilton Cezar Doria, o mercado começa a apresentar melhora, porém discreta. Na Vernie, os veículos mais procurados são os de valores intermediários, na casa dos R$ 60 mil.

Na avaliação de Doria, os números de Maringá seriam menores se consideradas as compras realizadas pelo consumidor final. "Estamos em período de troca de frota. Empresas de transporte e locação começam a comprar os modelos 2018 que estão chegando agora ao mercado".

Locação
O assistente logístico de uma locadora de Maringá, Angelo Manfrim Neto, retirou na quinta-feira um carro zero-quilômetro para incrementar a frota de 44 mil carros da empresa.

Destes, de acordo com ele, aproximadamente 18 mil foram emplacados em Maringá. "Só não é mais porque São Paulo exigiu que emplacássemos carros por lá", revela.

Manfrim Neto ressalta que, por causa do aumento da demanda, as compras de automóveis novos foram 10% maiores em junho em relação ao mês anterior. "Só no começo de julho emplacamos 400 carros em Maringá", comemora.


DEMANDA. Angelo Manfrim Neto celebra necessidade de compras maiores pela locadora de veículos onde trabalha. —FOTO:J. C. FRAGOSO

Participe e comente