O sistema de suspensão de um veículo é composto por um conjunto de peças que trabalham em constante movimento, com o objetivo de absorver e acompanhar os desníveis do solo onde trafega, oferecendo melhor desempenho do veículo, segurança e conforto aos ocupantes.

Os componentes mais conhecidos são o amortecedor e a mola, mas a bandeja da suspensão, também chamada de braço oscilante, faz parte do subconjunto do sistema de suspensão dos veículos. Ela serve como apoio da coluna de suspensão e, é a peça que faz a união desta coluna com o chassi, recebendo o movimento de oscilação que vem do conjunto roda/pneu (para cima e para baixo) e participa na estabilidade e segurança do sistema.

Neste conjunto também existem as buchas de borracha, que evitam o ruído do atrito de ferro com ferro, além de permitir a flexibilidade da suspensão e absorver o impacto da vibração do veículo transformando o carro em um veículo mais silencioso e macio.

Qual a sua relação com a segurança

Como falamos acima, o sistema é o primeiro a receber o choque de um impacto sofrido pela suspensão, já que faz a ligação roda/chassi. Quando passamos por um buraco o carro dá aquela balançada. Em caso de um baque mais forte, a bandeja pode provocar o desligamento da suspensão, com a possibilidade de perda do controle do veículo, podendo levar a um acidente.

Por conta do uso constante é um material muito sujeito a deteriorização, então é importante que, sempre se use peças originais e renomadas, como da BFX-Borflex. A empresa possui a recertificação ISO 9001/2015 e atende as indústrias automotivas nacionais e internacionais. Peças de qualidade inferior podem se desgastar de maneira muito mais rápida, danificando também outros componentes que trabalham em conjunto.

Existem muitas fábricas paralelas, que não possuem qualidade na composição da borracha e nem respeitam as normas estabelecidas para a fabricação dos produtos, colocando em risco a vida das pessoas, então lembre-se sempre de que o barato pode sair caro.

Vale lembrar que na hora de substituir uma peça, deve-se usar os procedimentos corretos e as ferramentas adequadas. Nada de montar uma bucha a martelada, vai diminuir sua vida útil e pode causar ruídos e comprometer a dirigibilidade,

Como identificar os problemas

Você pode perceber que o sistema está com problemas quando começar a ouvir barulho na suspensão, sentir o carro puxando para um dos lados, desgaste nos pneus e sente aquela batida seca quando passa por um buraco. As buchas são as primeiras a se deteriorarem, gerando folgas e ruídos. Saiba que empenos e danos estruturais também são bastante comuns já que a peça, é a mais próxima ao solo e absorve todos os impactos que a roda recebe.

Quando substituir

Em razão dos grandes esforços que a peça é submetida, recomenda-se sua verificação periódica, podendo ter por base 10 ou 20 mil km. Busque por trincas, ressecamento, desprendimento do metal da borracha. Quando apresentar folga e ruídos pode significar que a sua eficiência técnica já não é a mesma. O ideal é procurar um especialista ao sentir qualquer alteração.



Website: http://bfx.ind.br/

Participe e comente