Recém-renovada, a CB 650F é o modelo de entrada da linha Honda no País com motor de quatro cilindros. Com preço sugerido de R$ 33.900, a naked (sem carenagem) é montada em Manaus, assim como sua "irmã" carenada, a CBR 650F.

Um dos destaques da linha 2018 é o farol com novo formato e luzes de LEDs. Além de melhorar muito a iluminação da via à frente, também deixou a moto mais "visível" à noite. O visual está mais agressivo. Resultado das carenagens laterais renovadas, que ficaram mais curtas, assim como a saída do escape, sob a moto.

O motor não mudou. O quatro-cilindros de 649 cm3, que gera 88,5 cv e 6,22 mkgf, tem funcionamento áspero, mas linear na entrega de força em rotações médias. Em baixas, é preciso usar mais o câmbio para obter as melhores respostas. A transmissão, de seis velocidades, tem engates curtos e macios. Além disso, as relações foram encurtadas para dar mais agilidade a essa CB.

A posição de guiar recebeu leve alteração. O guidom foi avançado e agora o piloto fica mais deitado sobre o tanque. Nada que prejudique o conforto no uso diário. A posição das pernas, levemente flexionadas para trás, é confortável. O banco também agrada, assim como a ciclística, e o modelo tem boa agilidade. O quadro oferece rigidez torcional adequada para a proposta da CB

Nova, a suspensão dianteira tem sistema de válvula de dupla vazão na passagem de óleo. Isso permite controlar adequadamente a velocidade de compressão e retorno das molas. A resposta é determinada pela necessidade de amortecimento exigido pelo tipo de piso no qual a moto trafega. Na traseira, há ajuste apenas na pré-carga da mola.

O painel digital tem dois mostradores e é completo. As informações são fáceis de ler, mas o visual do quadro de instrumentos poderia ter sido atualizado para fazer jus à renovação aplicada ao modelo da Honda.

Participe e comente