Depois da nova geração do RS3, que acaba de estrear no Brasil nas versões hatch e sedã, a Audi lançará no País a nova RS4 Avant. A perua, que tem motor 2.9 V6 biturbo de 450 cv e 60 mkgf, chega no terceiro trimestre deste ano, ainda sem preço definido. Com câmbio automático de oito marchas e tração nas quatro rodas, ela acelera de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos. A velocidade máxima é limitada eletronicamente a 250 km/h.

O visual da quarta geração da Audi RS 4 Avant traz detalhes inspirados no Audi 90 Quattro IMSA GTO, modelo de competição do final dos anos 80. Há grandes entradas de ar na dianteira e arcos das rodas 3 cm mais largos que os da versão "normal" da perua.

Além do interior atualizado, com painel virtual configurável, a perua traz materiais mais leves na construção e no motor. Com isso, perdeu 80 kg (agora, pesa 1.790 kg) e teve redução de consumo em torno de 17%, segundo a Audi.

Econômicos à vista

Pelo menos dois modelos sustentáveis da Audi também devem desembarcar aqui: o e-tron, primeiro SUV elétrico da marca, e o g-tron, versão do A5 Sportback que pode rodar com gasolina ou gás.

Parte de uma nova família de elétricos da Audi, o e-tron terá autonomia de cerca de 500 km com uma carga de bateria e poderá acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 5 segundos. Potência e torque ficarão em torno de 500 cv e 80 mkgf. O modelo terá sistema de condução autônoma de nível 3 e painel virtual como o do novo sedã A8.

Já o g-tron, que deverá ser rebatizado de A5 e-gas, tem motor 2 0 TFSI de 170 cv e 27 mkgf e câmbio automatizado de sete marchas Revelado em junho passado, o protótipo tem sob o assoalho um tanque de gás que armazena 19 kg de metano. No Brasil, ele pode usar o gás natural veicular (GNV), amplamente distribuído por aqui.

Com metano o g-tron vai de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e chega a 226 km/h, de acordo com a Audi. O consumo é de 26,3 km por quilo de gás.


ÁGIL. Lançamento da Audi tem câmbio automático de oito marchas e tração nas quatro rodas. — DIVULGAÇÃO


Participe e comente