O estilo Scrambler surgiu na Inglaterra na década de 20 e caracterizava motos despojadas de cromados e peças desnecessárias, calçadas com pneus para encarar todo tipo de terreno. Uma das atuais representantes da espécie é a Triumph Street Scrambler, que é feita em Manaus e tem tabela de R$ 42 990.

Entre os detalhes, o escapamento fica em posição elevada para encarar alagados e não bater em pedras e o guidom é largo. Na prática, trata-se de estilo e não de funcionalidade.

De série a Street Scrambler traz freios com ABS, controle de tração - ambos podem ser desligados - e banco do garupa que pode ser trocado por outro só para o piloto e com suporte de rack integrado. O painel de instrumentos é completo. Há velocímetro analógico e um visor digital, onde são projetados outros dados da moto.

O motor, de dois cilindros paralelos e 900 cm3, gera 55 cv e 8,1 mkgf e se caracteriza pelo funcionamento suave. O nível de ruído é baixo e sempre há torque disponível.

Isso reduz as necessidade de constantes trocas de marcha no câmbio de cinco velocidades, que tem bom escalonamento. A força máxima é entregue já às 2.850 rpm e a sensação é que o motor pode oferecer mais do que os números da ficha técnica indicam.

O guidom é largo, mas não atrapalha na cidade e garante conforto em viagens. A posição das pernas fica levemente flexionada para trás. O banco poderia ser um pouco mais alto ou ter espuma mais densa.

As suspensões, com 120 mm de curso, dão conta do recado, mas não são feitas para o off-road pesado. Dá para dizer o mesmo dos pneus, que têm gomos grandes e oferecem aderência adequada no asfalto. O freios, com discos simples, são eficientes e equilibrados.

SERVIÇO
Prós: MOTOR
Dois-cilindros entrega bom torque em baixas rotações e deixa moto sempre esperta.

Contras: BANCO
Assento poderia ser mais alto e, com espuma de densidade maior, seria mais confortável.


Participe e comente