O colágeno conquistou o público feminino com a promessa de firmar a pele e adiar o envelhecimento precoce, mas seus atributos vão muito além, ele deixa as unhas fortes, o cabelo iluminado e ainda garante saúde dos ossos e articulações.

Para entender melhor a sua função, basta apalpar a orelha ou a pontinha do nariz, que apesar de maleável são resistentes, ou seja, o colágeno participa da estruturação dos tecidos e por isso é fundamental para o corpo humano.

Porém, a partir dos 30 anos se inicia uma perda anual em torno 1% dessa proteína. Dos 50 anos em diante a queda é mais drástica, o que resulta em prejuízo da elasticidade e hidratação da pele.

Assim, pesquisadores suplementaram 114 mulheres com idade entre 45 e 65 anos com colágeno por 2 meses e perceberam diminuição na rugosidade ao redor dos olhos. Outro estudo, avaliou 105 mulheres após 6 meses de uso de colágeno e notou melhora na celulite, comprovando que o uso dessa substância funciona.

Por esses motivos, o colágeno hidrolisado (melhor absorvido) ganhou espaço e se tornou o "queridinho" entre as mulheres. Considerado alimento pela a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o nutriente é fácil de ser encontrado, se apresentando na forma de cápsulas, sachês, balas, drinks e até em alguns chocolates, basta dar uma olhada nas prateleiras das farmácias para encontrá-lo.

Também é importante investir em uma dieta com carne magra, ovo, legumes, frutas e castanhas, garantem fontes de vitamina A, C, E, zinco e selênio, nutrientes que contribuem para a produção e absorção do colágeno. Mas, se você optar pelas versões prontas de colágeno, é preciso consultar um médico ou nutricionista para acertar a dose e conquistar os resultados esperados.

Flávia Dário
Nutricionista
CRN8 7554

Participe e comente