versátil, nutritivo e saboroso o coco é muito apreciado na culinária brasileira. Com ele, é possível fazer o "leite" vegetal, farinhas, acrescentar em pratos doces e salgados ou servir de petisco para saciar a fome.


Recheado de benefícios, a fruta ainda enfrenta resistência, seja pela dificuldade em fazer uma boa compra ou em casa ao na hora de descascar. Mas, com algumas dicas é possível simplificar a escolha e facilitar a utilização desse alimento saudável e delicioso.

Diferente do coco verde, que deve estar com a casca mais lisa e verdinha, o coco maduro tem a superfície seca e amarronzada com três "furinhos" bem marcados, os quais devem estar livres de fungos ou rachaduras.

Um bom truque para saber se ele está bom para o consumo é bater levemente com uma moeda. Se o som for oco é indicativo que está estragado, mas se o barulho for estridente a fruta está fresca e ideal para consumir.

Para abrir, não existe há necessidade de martelo ou marreta. Basta utilizar um saca-rolha e perfurar um dos três "furinhos" para extrair a água, lembrando que sempre tem um "furinho" mais fácil de romper.

Depois é só aquecer o forno em temperatura alta e deixar o alimento por volta de 10 minutos até a casca rachar. Então, deixe o coco esfriar, retire a casca mais dura e se sobrar uma casca fininha envolta da polpa, remova com um descascador de legumes ou faca.

Feito isso, corte os pedaços e conserve em um recipiente com água filtrada por até cinco dias na geladeira. Assim, ele se mantem fresco, macio e prático para a semana inteira.


Flávia Dário
Nutricionista
CRN8 7554

Participe e comente