O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres, depois do câncer de pele não melanoma. São registrados em torno de 57 mil novos casos a cada ano no Brasil, sendo que desses, aproximadamente 14 mil mulheres vão a óbito em virtude da doença.

Apesar da alta incidência e elevada taxa de mortalidade, se descoberto no início a chances de cura chegam a 95%. Por isso, além de estar com exames e a visita ao médico em dia, a alimentação equilibrada pode contribuir para a prevenção.

E falando em prevenção, o ômega-3 ganha destaque na batalha contra a doença. Isso porque, ele é um ácido graxo poliinsaturado que é convertido em ácidos eicosapentaenoico (EPA) e decosaexaenóico (DHA), os quais são importantes constituintes da membrana celular e exercem um efeito inibidor da proliferação de células cancerígenas no tecido mamário, além de metástase e ajudam a recuperar a imunidade.

Assim, inclua na alimentação peixes marinhos como a sardinha, cavalinha, atum e salmão, além de azeite de oliva, chia e linhaça que são excelentes fontes do nutriente.

Flávia Dário
Nutricionista
CRN8 7554

Participe e comente