Fácil e rápido e, portanto, prático, crepes frequentam todas as mesas e sua referência mais frequente é a França, supostamente berço da receita original. O caráter democrático do prato se justifica: nasceu como receita campestre, servida sem cerimônia por camponeses. Ganhou fama e refinamento ao longo dos séculos, mas preservando a simplicidade no preparo. Essa história começa no século 5 de forma improvisada.

Conta-se que peregrinos franceses, em visita à Roma para festa religiosa tradicional, a Della Canderola, foram alimentados pelo papa Gelasio com uma mistura de ovos, farinha e leite. O resultado era uma massa fina, que acabou atravessando a fronteira para ganhar o nome de crepe, que quer dizer crespo, uma referência bem propícia à textura da massa após frita em frigideira ou chapa de metal, sempre untadas com manteiga.

Na França, ganhou alguns requintes. Na forma doce, açúcar e baunilha. A salgada, chamada de galette, era feita de trigo sarraceno. No decorrer dos séculos, o crepe se tornou uma iguaria francesa muito distinta. Atualmente, são servidos de todas as formas: salgados ou doces; simples ou recheados; abertos, enrolados ou empilhados; como sobremesa ou entrada, mas sem perder a originalidade da Idade Média.

Ainda hoje também se preservam algumas tradições – e superstições. Uma delas diz que, se jogar o crepe para cima segurando a frigideira com uma mão e na outra uma moeda – e nesse gesto o disco cair certinho na volta -, o equilibrista garante sorte. Entre os franceses também prevalece o hábito de que cada o convidado deve preparar seu próprio crepe, uma forma de garantir vida longa e próspera para o anfitrião.

Trigo sarraceno

Primo do arroz, o trigo sarraceno é nativo da Asia Central e chegou à Europa na Idade Média. De cor marrom escuro (em algumas regiões chega a ser negro), não tem fama de cereal nobre, sendo cultivado em solos onde o trigo e o arroz não prosperam pela pobreza do solo. No Japão é muito consumido um tipo de macarrão feito com esse trigo, o soba. O grão, originalmente, não contém glúten

CREPE SUZETTE
Ingredientes
, 200g de farinha
, 300ml de leite
, 3 ovos
, 2 colheres (sopa) de manteiga
, Cerveja
, Sal

Recheio
, 80 g de manteiga ligeiramente amolecida
, 2 tangerinas
, 1/2 dose de licor de laranja
, 60 g de açúcar
, 1 dose de licor de laranja (para flambar)

Preparo
Massa
wPeneire a farinha com o sal em uma tigela e acrescente, aos poucos, o leite e a cerveja.
w Derreta a manteiga em uma panela e junte à mistura.
w Coloque os ovos e mexa bem até obter uma massa homogênea.
w Deixe descansar na geladeira por duas horas.

Recheio
w Raspe as cascas das tangerinas e esprema uma delas, coando o suco. w Em uma tigela, coloque a manteiga amolecida e acrescente o suco de tangerina, o licor e o açúcar. Bata bem com um garfo, até obter um creme homogêneo, e finalize com as raspas de tangerina.

Montagem
w Após o descanso da massa, faça crepes bem finos em uma frigideira antiaderente. Recheie os crepes com o creme e dobre em quatro. wColoque, aos poucos, na frigideira em fogo alto e, quando estiverem bem aquecidos, comece a flambá-los com o licor. Sirva imediatamente.


Participe e comente