Os Coiotes, tradicionais competidores das provas da Paraná Running, começaram com apenas um corredor e nesta edição foram os líderes em número de participações. Em segundo lugar, veio o pessoal do Clube 12 KM que se destaca em todas as provas. A novidade do pódio foi a turma do Clube de Corrida Sistema Prever. Em apenas um ano, eles já conquistaram o terceiro lugar em número e prometem crescer em 2018.

Antes do grupo começar, a gerente de Clínicas da empresa, Simone Martinez, percebeu que a maioria dos colegas que estavam com a saúde comprometida tinham problemas ligados ao sedentarismo. Ela comentou o caso com a colega de corrida, a contadora Gislaine Bueno, e as duas levaram à direção a ideia de criar um grupo. Com o aval dos donos, também corredores, o grupo começou tímido e cresceu rapidamente. Nos primeiros treinos, eram duas, três pessoas, hoje são várias equipes de 15 a 20 corredores.

Família inteira

Na primeira competição, a prova de revezamento de 5 km do maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, a encarregada de setor, Valdineia Ferreira, achou que não completaria a prova. "Nós nos inscrevemos imaginando que nos revezaríamos para completar os 5 quilômetros, e não que teríamos que correr essa distância cada uma. Ficamos até bravas na hora, mas quando completamos aquela primeira prova, alguma coisa mudou", conta.

Néia era gordinha, não tinha treinado muito, mas completou a corrida em 52 minutos. A sensação de vitória foi tão boa que agora ela não apenas participa de todos os treinamentos, como levou outras cinco pessoas da família. "Eu emagreci 6 quilos desde agosto e estou muito feliz porque sou outra pessoa, sou muito mais ativa e coloquei todo mundo de casa para correr", acrescenta.

Cuidando uns dos outros
Roney Souza da Silva era um alvo potencial do clube de corrida. Sedentário e com 40 quilos a mais, ele sentia os efeitos negativos no organismo. Mesmo experimentando outras modalidades e indo à academia, ele não estava bem. Quando mal conseguiu completar a primeira prova de 5 km, viu que precisava mudar. Quando o treino e a dieta se transformaram em rotina, os resultados vieram. "Tive minha vida transformada pelo esporte! Eliminei 20 quilos desde julho, me sinto outra pessoa."

Esse efeito multiplicador da corrida é uma missão pessoal para Alesandro Ramos. Ele é supervisor de equipe e faz questão de incentivar os colegas para a prática do esporte, que também trouxe benefícios para a empresa. Mais dispostos e entrosados, os funcionários de setores diferentes estão se ajudando mais, produzindo melhor. "O nosso grupo se tornou uma forma de confraternizar porque tem dia que corremos em 30 pessoas de uma vez. Outro dia, eu vi uma foto minha há um ano e levei um susto, sou outra pessoa", conta. Outras filiais do Prever já estão mobilizando seus próprios grupos e a empresa dá uma forcinha: banca camisetas, inscrições na prova e celebra junto com o pessoal.

UNIDOS
No dia 10, o grupo de Corrida do Prever fará uma confraternização e correr junto como incentivo para 2018.


INCENTIVO. Turma do Grupo de Corrida Sistema Prever na última edição da Paraná Running. — SANDRO CABRAL/EUCORROPONTOCOM


Participe e comente