600 mil pessoas devem visitar a Expoingá até a próxima segunda-feira, dia 14, quando o evento será finalizado. A expectativa é da Sociedade Rural de Maringá, realizadora da exposição, que conta com mais de 500 empresas participantes.

EXPOINGÁ A agenda de eventos da Exposição deve atrair, durante esta semana, um grande número de produtores.

AGROJUR E FÓRUM Na noite desta terça-feira, a partir das 19h30, no Restaurante Central, acontece a primeira edição do Agrojur – Congresso de Integração de Direito e Agronegócio. Amanhã, das 14 às 17h, a feira sedia o Fórum Brasileiro de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF).

PRODUTORAS Na quinta-feira, das 14 às 17, também no Restaurante Central, será a vez das produtoras. Várias lideranças de âmbito nacional serão recebidas pela presidente da Sociedade Rural de Maringá, Maria Iraclézia de Araújo, para a segunda edição do Encontro das Mulheres que Fazem a Diferença no Agronegócio Brasileiro.
INOVAÇÃO Na sexta-feira passada, durante a abertura oficial da Expoingá, o novo secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), George Hiraiwa, disse que o sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) é uma das maiores inovações do agronegócio brasileiro.

VEM AÍ Hiraiwa, que acompanhou a governadora Cida Borghetti à solenidade, se reuniu com lideranças e cooperativas e deve visitar a região de Maringá nas próximas semanas.

PERDAS A falta de chuvas está provocando grande estrago nas lavouras de milho de inverno, em todo o Paraná, além de terem dificultado a semeadura do trigo. Produtores consultados pela coluna acreditam que as perdas já passam de 40% em média, na região de Maringá, em relação às estimativas iniciais de produtividade.
REVISÃO A situação levou a consultoria AgRural a cortar ontem a sua estimativa para a segunda safra de milho do centro-sul do Brasil para 57,2 milhões de toneladas, ante as 59,9 milhões na previsão anterior.

TEMPO SECO "A expectativa de produtividade menor na safrinha 2018 deve-se às chuvas abaixo do normal registradas em abril em parte do centro-sul do Brasil --com destaque para o Paraná e o Mato Grosso do Sul-- e às previsões de tempo seco na primeira quinzena de maio, especialmente no Centro-Oeste e em Minas Gerais", destacou a consultoria, em relatório.

SOJA A respeito das cotações da soja, o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Agroeconomia, os atuais preços altos (proporcionando uma boa lucratividade aos agricultores) são um acontecimento "raro" para o primeiro semestre.

OPORTUNIDADE "Por isso, mantemos nossa orientação de venda imediata de alguns lotes, para aproveitar os ganhos. Assim como também recomendamos fixar preços para a safra 2019, porque a lucratividade está muito boa", afirma Pacheco.

ALERTA Em meio às altas temperaturas, entra em operação nesta terça-feira o Alerta Geada, serviço que o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) oferecem de maio a setembro com o objetivo de auxiliar os produtores do Estado a decidir, na iminência de ocorrência do fenômeno, sobre a aplicação de técnicas de proteção das lavouras cafeeiras.

BOLETIM Durante o período de funcionamento do serviço, os pesquisadores acompanham as condições meteorológicas na região cafeeira do Estado e publicam diariamente um boletim informativo, disponível gratuitamente nos endereços www.iapar.br, www.simepar.br e, ainda, pelo telefone (43) 3391-4500, neste caso ao custo de uma ligação para aparelho fixo.

INFORMAÇÃO Se houver aproximação de massas de ar frio com potencial de causar danos às lavouras de café, também é emitido um pré-alerta por e-mail ou SMS a extensionistas, técnicos e produtores cadastrados, além da divulgação na imprensa e nas redes sociais.

GRATUITO Caso persistam as condições para formação de geadas, um novo aviso, de ratificação, é expedido em até 24 horas antes da ocorrência prevista para o evento. Interessados em receber os avisos por e-mail ou "torpedo" no celular devem preencher um cadastro, disponível no endereço www.iapar.br.

INVERNO De acordo com a meteorologista Ângela Costa, em 2018 os fenômenos El niño e La niña estão inativos. Por isso, a previsão é de um inverno regular, com chuvas e ingresso de massas de ar frio característicos da estação, dentro da normalidade para o período.

Participe e comente