Flexibilidade de horários, conciliação trabalho-família-educação, adaptação nas rotinas interpessoais, desenvolvimento de habilidades e competências individuais no processo de aprendizagem e do trabalho, e outros. Esses são apenas alguns dos benefícios da Educação a Distância (EAD).

A Thamires Ramos Guiciardi, 25, é formada em letras e agora está no primeiro ano do Ensino a Distância em Gestão de Recursos Humanos na Unifamma - onde também trabalha como secretária acadêmica. "Optei pelo EAD na minha segunda graduação por questões de tempo e por ser financeiramente mais viável. Na primeira graduação fiz 100% presencial, e passei por dificuldades de conciliar o tempo das demais atividades e elaboração de trabalhos, estudos para época de provas e etc.", conta.

"Geralmente me organizo pela manhã, que é quando minha cabeça está mais 'fresca'. Assisto aos vídeos e leio os materiais, para internalizar, compreender e posteriormente faço as atividades propostas. Em qualquer modalidade de estudo, seja presencial ou a distância, é necessário muita disciplina. Fazer uma graduação por simplesmente fazer, não existe. Precisamos fazer algumas escolhas, e a disciplina para um bom aprendizado é fundamental", acrescenta Guiciardi.

Atualmente a Unifamma oferta 39 cursos de graduação EAD contemplados em nível tecnológico, bacharelado e licenciatura, e mais de 60 curso de pós-graduação "lato sensu" nas áreas de Gestão, Educação, Design e Direito.

De acordo com o coordenador geral do Núcleo de Educação a Distância da Unifamma, Givago Dias Mendonça, a modalidade a distância exige disciplina. "No EAD, o ritmo flexível da rotina de estudos pode ser conciliado em horários difusos, todos os dias da semana, vinte e quatro horas. Todavia, devem ser atendidas as exigências e prazos definidos nos planos de aula e programas de curso", explica

No EAD, o ambiente escolar é diferente do modelo tradicional, sendo instrumentalizado em um ambiente digital de acesso, com suporte pedagógico do tutor, professor e equipe técnica qualificada virtualmente. A instrumentalidade por meio da plataforma digital permite ao aluno o acesso, via conectividade, de qualquer lugar, desde que tenha habilitado a internet em dispositivo portátil ou via computador. Contudo, é preciso cautela com os seguintes argumentos: "EAD é estudar aonde você quiser, no horário que escolher e no ritmo que decidir".

"Existem períodos, programas e cronogramas para os estudos. O aluno tem autonomia para programar a sua rotina, conforme os parâmetros definidos no plano de estudos elaborado e coordenado pela instituição de ensino diante as diretrizes curriculares e pedagógicas do curso superior. Ou seja, existem prazos definidos pelo curso e disciplina", enfatiza Mendonça.

Além disso, a rotina de estudos é coordenada. Todo plano de aula de uma disciplina define o tempo de estudos mínimos para a leitura dos materiais didáticos, visualização das videoaulas, acesso aos materiais complementares e realização das atividades avaliativas. Ainda, todo curso superior a distância deve disponibilizar a tutoria presencial no polo para os alunos exporem suas dúvidas e indagações presencialmente na instituição de ensino.

"O EAD exige competências e habilidades individuais na leitura, assimilação dos conteúdos, cumprimento dos prazos de realização das atividades, bem como a pró-atividade na demanda de dúvidas para com os professores e tutores disponíveis online na plataforma de estudos", ressalta o coordenador geral do Núcleo de Educação a Distância da Unifamma.

Ao final do curso, o aluno deverá efetivar prova presencial no polo de apoio presencial ou mesmo integralizar a carga horária de atividades presenciais obrigatórias exigidas do curso, segundo regulamentação do Ministério da Educação (MEC) para determinadas áreas.

Tratando-se de educação, a oferta do Ensino Superior é totalmente regulamentada pelo Ministério da Educação e, todas as instituições de ensino devem seguir indicadores de qualidade para ofertar qualquer modalidade - seja presencial ou a distância. Segundo, a legislação, não faz distinção dos diplomas de Ensino Superior a distância do Ensino Superior presencial. Portanto, EAD não é uma linha secundária da educação superior, sendo ilegal qualquer discriminação pedagógica ou mercadológica.


AMBIENTE DIGITAL. Thamires Ramos Guiciardi está no primeiro ano do Ensino a Distância (EAD) em Gestão de Recursos Humanos na Unifamma. —JOÃO PAULO SANTOS

Participe e comente