Com o aumento da demanda escolar no Ensino Médio - que além da jornada normal de um período do dia, tem aulas extras -, os adolescentes quase adultos passam por muitos desafios. Um deles é a expectativa frente ao vestibular, a profissão que vão escolher - talvez para a vida toda -, as mudanças fisiológicas com o aumento da produção de hormônios, as mudanças de relacionamento - muitos iniciam seu primeiro namoro -, e outros. Tudo isso gera muita insegurança, tensão e às vezes medo.

A prática de atividade física pode ajudar e muito nesse processo, porque induz à produção de hormônios como a endorfina – hormônio do bem estar que, num momento de tanta cobrança, traz um pouco de relaxamento e tranquilidade aos adolescentes.

E não é só isso. Como passam horas e horas sentados - numa postura nem tanto anatômica -, a prática de atividade física na adolescência ajuda no fortalecimento muscular e mobilidade articular - região torácica, devido à postura inclinada para frente. Os exercícios vão ajudar a evitar dores principalmente na região lombar.

Outro aspecto importante é a superação e a percepção de conquista. Cada exercício realizado, executado e finalizado com sucesso fortalece a autoestima do jovem, e incentiva a busca de novos desafios. Além disso, a regularidade e rotina dos treinos depende de disciplina, aspecto fundamental para estudar e ter bons resultados no vestibular.

O Giovanni Hikaru Goya da Silveira, 15, está no segundo ano do Ensino Médio e tem se preparado para o Processo de Avaliação Seriada (PAS) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e outros vestibulares - para treino. Ele pretende cursar educação física. O jovem é lutador de judô desde os quatro anos de idade e faz musculação e treino funcional na CEMS Academia. De acordo com ele, a prática de exercícios é o momento de relaxamento de sua rotina.

"Vou à academia todos os dias. Faço musculação e funcional durante duas horas diárias. Praticar atividade física é algo que me desestressa. Eu busco conciliar com os estudos: antes de ir para a academia estudo, quando chego do treino também dou mais uma lida. E quando estou bem cansado dos estudos, vou pra musculação para relaxar. Me traz uma sensação de bem-estar muito grande", conta.

CEMS Academia

De acordo com a diretora técnica/pedagógica da CEMS Academia, Juliana Miyaki da Silveira, ficar muito tempo realizando a mesma tarefa - como estudar -, gera tensão, perda de foco e aumenta o nível do estresse, o que faz com que o estudante tenha menos produtividade na sua preparação para o vestibular.

"Incluir no seu dia a dia momentos de lazer: cinema, sair com amigos e prática de atividade física regular num ambiente diferente, divertido, com músicas contagiantes, dão um up no astral e bem estar geral", conta.

E as opções são tantas , que não há desculpa para não praticar atividade física. "A CEMS Academia oferece a natação, que além de aumentar a capacidade cardiorrespiratória e fortalecimento geral, proporciona uma sensação de relaxamento devido ao envolvimento do corpo pela água. Tem também o treinamento funcional, que mescla trabalho de força e metabólico de forma desafiadora e motivadora. Por fim, as aulas de fitness/ginástica coletiva com músicas alegres, onde o adolescente treina e se diverte ao mesmo tempo", conta Silveira.

Outro aspecto importante nesta faixa etária e fase da vida é a inclusão em grupos com hábitos saudáveis. O bom e velho clichê "diga com quem tu andas e te direis quem és".

Ou seja, crianças, adolescentes, adultos ou idosos que convivem com pessoas que praticam atividade física diariamente, têm um excelente exemplo a seguir. E a garantia de uma vida saudável.

Participe e comente