Fazer uma pós-graduação após anos de estudo e dinheiro gasto, deve levar em consideração qual objetivo o estudante tem para seu futuro profissional. Não há nenhum curso específico ou aquele que é mais procurado. Vale pós-graduação, mestrado, doutorado, Master in Business Administration (MBA, que é Mestre em Administração de Negócios), entre outros que farão a ponte entre a teoria universitária e a prática no mercado de trabalho. "Busque um curso que concilie teoria e prática, apresentando situações reais de mercado", indica o diretor de Pós-Graduação da UniCesumar, José Alberto Provenzano. "Normalmente o curso de pós-graduação ideal é justamente aquele que complementa a visão generalista do profissional com conhecimentos técnicos específicos".

Assim, a pós-graduação deve agregar valor à graduação feita na universidade. Isso porque ela faz com que os profissionais que entram no mercado de trabalho sejam e estejam mais capacitados para cumprir as funções, terem iniciativas e maior capacidade para novas soluções no segmento profissional que escolheu. Além, é claro, que um profissional que apresente uma pós-graduação no curriculum tenha um salário maior que o trabalhador que tem apenas a graduação. Isso porque ele terá ferramentas e ações que aprendeu na pós para melhorar a empresa. O que um graduado não terá para oferecer.

Para Provenzano a busca pelo autodesenvolvimento passa a ser pré-requisito para um profissional que deseja se manter atualizado em relação as mudanças no mercado. Ele cita o livro "Agora é pra valer: a verdadeira história de quem passou de chefe dos outros para líder de si mesmo", da especialista em Recursos Humanos, Márcia Luz, que diz: "A pós não é mais um diferencial, mas o mínimo esperado pelos headhunters."

Alerta

Mas, mesmo com o curriculum já tendo o diferencial da pós-graduação, o profissional não deve se acomodar. O diretor José Alberto Provenzano alerta sobre a grande concorrência no mundo globalizado. "Os profissionais que investirem em qualificação profissional terão maiores probabilidades de êxito em suas carreiras", cita sobre a motivação de seguir estudando e se atualizando para não perder oportunidades em vagas disputadas por profissionais bem capacitados e atualizados.

Atualização
Também vale avaliar e refletir que não se deve fazer uma pós pela pós ou fazer de tempos em tempos. Não existe período específico para atualizar o curriculum. Provenzano orienta que a atualização na carreira profissional é uma necessidade constante. Para qualquer nível de cargo. Ou seja, o que vale para a empresa na hora da contratação é a qualificação do candidato à vaga. Principalmente em momentos de crise econômica como agora. "Então, se o mercado muda, é preciso que mudemos com ele", conclui o diretor de Pós-Graduação da UniCesumar.


ESPECIALIZAÇÃO. Diretor de Pós-Graduação da UniCesumar, José Alberto Provenzano: "A pós não é mais um diferencial, mas o mínimo esperado pelos headhunters"— DIVULGAÇÃO

Participe e comente