PASTOR ALEXANDRE FERRAREZI

O apóstolo Paulo, em sua carta aos romanos no capítulo 12, traz uma reflexão e os cuidados de termos nossas mentes e atitudes divididas no serviço e para utilidade do "corpo" (igreja, sociedade).

Romanos 12:3. Porque pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não tenha de si mesmo mais alto conceito do que convém; mas que pense de si sobriamente, conforme a medida da fé que Deus, repartiu a cada um. 4. Pois assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma função, 5. assim nós, embora muitos, somos um só corpo em Cristo, e individualmente uns dos outros. 6. De modo que, tendo diferentes dons segundo a graça que nos foi dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; 7. se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; 8. ou que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com zelo; o que usa de misericórdia, com alegria.

Uma pessoa de mente dividida é hesitante, dúbia, irresoluta, instável, alguém de quem não se pode depender e incerta sobre tudo o pensa, sente, ou decide.

Tiago em sua epístola afirma: Tiago 1: 8. homem vacilante que é, e inconstante em todos os seus caminhos.

"Alguém que tem mente dividida é instável em tudo o que faz" e isso pode trazer consequências a si próprio e para os outros".

Deus nos criou para que pudéssemos viver de forma abundante, na sua graça. Este foi seu grande desejo. Para tanto, Ele soprou a vida em nós.

Este é o desígnio de Deus: o de nos fazer viver a plenitude da vida. E como você tem se sentido diante das circunstâncias da vida? Tem conseguido viver a alegria de ser de filho de Deus?

"Se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dos mortos habita em vós, Ele, que ressuscitou Jesus Cristo dos mortos, também dará a vida aos vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que habita em vós." (Rm 8,11).

Nós, que somos morada de Deus, cheios do Espírito Santo, não podemos levar uma vida dúbia. Somos chamados a corresponder com radicalidade o chamado à santidade que o Senhor nos faz.

No Cristianismo precisamos agir com Fidelidade e pela firmeza e pela certeza de propósitos, por uma atitude e conduta justas, pela devoção de alguém a uma pessoa ou a uma causa, pela incorruptibilidade, pela sinceridade, pela confiabilidade, pelo cumprimento das promessas e votos feitos e pela lealdade sincera. Estas características devem fazer parte da vida cristã.

A quem somos fieis? Não se pode servir a dois senhores (Mt 7:14). Daniel demonstrou sua fidelidade a Deus. Há promessa para aqueles que são fiéis (Ap 2:10). Deus não aceita que seus servos vivam uma vida dupla. A adoração deve ser apenas a Ele. Aqueles que professam seu nome devem viver conforme sua Palavra e isto implica em uma vida de fidelidade. Lembremo-nos da Palavra do Senhor ao povo de Israel: Deu 32:20 "e disse: Esconderei deles o meu rosto, verei qual será o seu fim, porque geração perversa são eles, filhos em quem não há fidelidade".

Como diz o salmista: Salmos 119: 29. Desvia de mim o caminho da falsidade, e ensina-me benignidade a tua lei. 30. Escolhi o caminho da fidelidade; diante de mim pus as tuas ordenanças.

É preciso ser firme e constante dentro e fora das quatro paredes, ser focado e fiel a Deus naquilo que se faz,

Pessoas de atitudes e pensamentos dúbios, não constroem nada, não deixam um legado para as próximas gerações, e não experimenta manifestações do agir de Deus. Porém Seja, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno. !! Deus abençoe muito a todos.

Participe e comente