A Prefeitura de Maringá, por meio da Diretoria de Licitação da Secretaria Municipal de Patrimônio, Compras e Logística (Sepat), iniciou ontem, os procedimentos para contratação de empresa de engenharia que ficará responsável pela execução de obras de ampliação da pista e outras melhorias estruturais no Aeroporto Regional Silvio Name Júnior.

O edital do processo licitatório, com 22 volumes, será publicado nos próximos dias no site do município para consulta das empresas interessadas.

A abertura dos envelopes com as propostas de cada empresa está prevista para as 9 horas do dia 9 de julho.

As obras a serem licitadas fazem parte do termo de compromisso assinado em 18 de agosto do ano passado, no próprio Aeroporto, entre o município e o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil - MTPA, Maurício Lessa.

O convênio assinado prevê o repasse de R$ 120 milhões. Entretanto, em função da diminuição de 50 para 25 quilômetros da distância entre o aeroporto e as jazidas de terra que vão compor o aterro, o valor máximo estabelecido para a execução das obras foi reduzido para R$ 105,6 milhões. A contrapartida do município terá o valor de R$ 7 milhões.

Entre as obras a serem executadas está prevista a extensão da pista em mais 280 metros, passando dos atuais 2.100 metros para 2.380 metros.

O ofício que autoriza a realização do processo licitatório para as obras já havia sido enviado ao prefeito, Ulisses Maia, pelo secretário nacional de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, no dia 22 de maio passado.

Também nesta semana foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) o extrato de cessão de uso dos anteprojetos de engenharia para as intervenções necessárias.

De acordo com o superintendente do Aeroporto Regional de Maringá, Fernando Rezende, os anteprojetos foram desenvolvidos por equipe técnica do Banco do Brasil, por solicitação da SAC, que os repassou para a Prefeitura de Maringá.

"A partir de agora começam os procedimentos efetivos de abertura da licitação para a revitalização total do aeroporto. A previsão é que as obras sejam iniciadas ainda neste ano, com a expectativa de que elas sejam concluídas em curto espaço de tempo", assinala Rezende.

Conforme autorização da Secretaria de Aviação Civil (SAC), o repasse de recursos prevê a ampliação e recuperação da pista para pouso e decolagem, implantação de taxiway paralela. ///PMM

Participe e comente