De 15 a 18 de novembro de 2018 o Centro de Convenções de Brasília será a Cidade da Fotografia. Serão 4 dias dedicados à fotografia com uma programação completa para os amantes da fotografia, através do evento Brasília Photo Expo. Será de 15 a 18 de novembro/2018 no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e contará com mais de 50 atrações gratuitas, entre elas: mais de 25 palestras, realização da maior exposição fotográfica do mundo (meio ambiente, esporte, exposições inclusivas,...), expositores, leituras de portfólios, museu da fotografia, cenários fotográficos, praça de alimentação, espaço kids, música e outras atrações e muita coisa imperdível.

Após ter participação marcante entre os expositores da V ExooUnijore, realizada de 24 a 28 deste mês no Teatro Calil Haddad e prestes a fazer parte oficialmente quadro de associados da União dos Profissionais das Artes, Jornalismo e Literatura, Maringá será representada na Mostra Fotográfica com a palestra de Maria Angelita Djapoterama da Silva, doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2015). Em 2017 lançou o livro Criança Xetá: da memória da Infância a Resistência de um Povo (326p.)

A palestra de Angelita esta prevista no dia 17 de novembro, tendo como tema Fotografia Inclusiva: Narrativas Visuais, Identidade e pertencimento". Djapoterama pensa a Fotografia Inclusiva a partir do conceito de narrativas visuais, como formas particulares de descrição da realidade capazes de constituir-se em importantes códigos de identidade e sentimento de pertença. Os olhares de indígenas e deficientes não são apenas olhares que buscam um espaço que até então lhes tem sido negado, mas são novas perspectivas, capazes de dar importante contribuição à riqueza da diversidade que constrói o mundo humano de hoje.

O projeto foi idealizado pelo fotógrafo Eduardo Vergara a partir do seu livro Brasília  Photo  Show  de  2013, uma edição  em  grande  formato  com fotos da Capital Federal com o objetivo de oferecer ao turista da copa de 2014,  um  retrato  completo  da  cidade  anfitriã do  maior  evento esportivo  que o País já havia recebido. Durante  uma  viagem  à Hollywood  ele  teve  a  ideia  de produzir o Oscar da fotografia  no  Brasil  tendo  Brasília  como  cidade  sede  do  primeiro  Festival Internacional de Fotografia, o Brasília Photo Show, em 2015.

Em 2018, o volume de participação chegou à super marca de 11.951 inscrições, o que posiciona o Brasília Photo Show em um dos três maiores eventos do gênero do mundo. As inscrições virtuais e gratuitas permitem que qualquer pessoa – profissional ou amadora, com ou sem recursos financeiros, participe.  Um dos objetivos do BPS é viabilizar possibilidades, abrir portas a novos talentos, a profissionais que desejam viver da fotografia. O mundo conectado do século 21 permite isso.

Desde o princípio, Edu Vergara tinha um sonho, aproximar de todas as pessoas o conhecimento técnico nos mais variados temas da fotografia. Mais democrática do que nunca, a fotografia do século XXI capta, conecta, desperta e transporta. Ele acrescenta que registros surpreendentes são feitos com todo tipo de equipamento – smartphone, tablet, drone, máquinas de bolso e câmeras profissionais – continuam a ser a tônica do projeto.


Fly da palestrante circulando nas rede sociais do evento. — DIVULGAÇÃO

Participe e comente