O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, reiterou nesta terça-feira que a instituição vai manter a política monetária ultrafrouxa dadas as condições atuais da economia do país.

"Dado que os preços continuam baixos, é importante para a economia japonesa continuar persistentemente com o atual programa de relaxamento monetário", afirmou Kuroda, em sessão do parlamento japonês.

Em relação à recente turbulência no mercado global de ações, Kuroda disse estar monitorando os recentes movimentos. "Mas os fundamentos econômicos globais se mantêm sólidos, bem como os lucros das empresas japonesas", sublinhou.

O banqueiro deve ser apontado para um novo mandato de cinco anos. Na mesma sessão do parlamento, no entanto, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, declinou de confirmar se vai manter Kuroda no cargo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Participe e comente