As perspectivas da saúde brasileira sob a ótica de quem mais entende do setor são tema central do "Seminário Novas Tecnologias em Saúde", no dia 16 de março, das 8h às 12h30, na Casa Fasano, em São Paulo, com a presença do Ministro da Saúde, Ricardo Barros, que divulgará novidades no sistema de informatização do SUS.

O seminário tem presença confirmada de entidades de saúde e dos principais players do mercado digital, como ABDI (Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial), Academia Nacional de Medicina, Microsoft do Brasil, GE Healthcare Latam, IGC Partners, NextCorp Tecnologia e Valid Certificadora.

"Todos juntos, estaremos buscando recursos tecnológicos - a curto e médio prazos - para a gestão da saúde no Brasil, visando vantagens para os profissionais e, em especial, aos pacientes", afirma o sócio da NextCorp, Marcelo Ferraz, empresa promotora do seminário (www.nextcorp.com.br).

A informatização da saúde está na pauta do Ministério da Saúde. O projeto de informatização no país contará com investimento inicial da pasta de R$ 1,5 bilhão por ano e chegará a R$ 3,4 bilhões por ano em 2019.

Atualmente, 59% das Unidades Básicas de Saúde do Brasil não utilizam prontuário eletrônico, o que equivale a 24,4 mil serviços. No país, 43 milhões de brasileiros têm seus dados registrados digitalmente por meio do Prontuário Eletrônico do Cidadão. Pelo projeto, todas as unidades poderão ser contempladas, inclusive com apoio para custeio da manutenção dos serviços digitais já oferecidos.

"Com a informatização completa, poderemos melhorar muito o sistema de gestão, fazer grandes economias, evitar repetição de exames e diminuir solicitações de procedimentos, por exemplo. Nós precisamos propor um modelo que financia a saúde, não a doença, como é hoje", comenta.

Do outro lado, a iniciativa privada garante que o esforço para mudar o cenário tecnológico da saúde é enorme.

O grande desafio da saúde pública é garantir que a população viva com qualidade. A tecnologia é uma das áreas em que a saúde pode encontrar apoio efetivo para essa conquista, com ferramentas capazes de reduzir custos e melhorar a eficiência dos processos.

"A tecnologia é um elemento de sustentabilidade de toda a cadeia, não apenas por gerar maior eficiência no atendimento e economia de recursos, mas também por ser um vetor de desenvolvimento econômico", destaca.

Para Ferraz, é importante pensar em novos modelos de integração de dados para que a tecnologia seja utilizada em todo o seu potencial, trazendo força ao setor da saúde, que tem sido uma das principais preocupações da população.

"Os brasileiros são empreendedores e criativos, capazes de desenvolverem soluções inusitadas para superar momentos críticos, como o que vive a saúde. Soluções recentes já mostram do que somos capazes, como o prontuário eletrônico e um sistema inovador de receituário."

PROGRAMAÇÃO
8h às 9h - Credenciamento

9h05 - Palestra "Novas Tecnologias da Saúde", com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros.

10h10 - Debate sobre as novas tecnologias da saúde sob o ponto de vista dos convidados:
• Luiz Augusto de Souza Ferreira - Presidente da ABDI
• Marcelo Ferraz - CEO da NextCorp
• Cristiane Moreira - CMO da GE Healthcare Latam
• Marcio Nunes - CEO da Valid Certificadora
• Cristina Villela - Sócia da IGC Partners
• Roberto Prado - Cloud na Enterprise Director Microsoft do Brasil
• Rubens Belfort Jr. - Titular da Academia Nacional de Medicina

12h10 - Lançamento do projeto "Eu Prescrevo com Amor", com Alessandro Bossan, CMO da NextCorp

12h15 - Encerramento com a palestra do Deputado Federal Hiran Gonçalves, presidente da Comissão de Seguridade Social e Família.

Inscrições para o "Seminário Novas Tecnologias em Saúde" pelo site: www.nextcorp.com.br

Website: http://www.nextcorp.com.br


Participe e comente