A Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (ABESE) anuncia as startups escolhidas para compor seu novo núcleo de desenvolvimento, o Comitê de Startups ABESE. As oito escolhidas também integrarão a inédita Ilha de Startups na Exposec 2018, principal feira do setor da América Latina. O evento ocorre de 22 a 24 de maio no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center.

"Nossa meta é aproximar as empresas com tecnologias e modelos de negócio emergentes em Segurança, do mercado real, acelerando a validação, desenvolvimento e expansão de seus negócios", explica Selma Migliori, presidente nacional da ABESE. Segundo ela a expectativa seria uma dificuldade de encontrar startups voltadas para o mercado de segurança eletrônica, pois não é um setor que tenha a mesma cobertura das HealthTechs e das AgriTechs, por exemplo.

"Foi surpreendente o fato de encontrar um número bastante grande de candidatos, muito fortes, foi uma seleção difícil. Deixamos de fora empresas muito boas! Nos surpreendeu a quantidade e a qualidade das empresas que ou investem ou que têm suas soluções diretamente ligadas ao setor de segurança", conta Selma. Algumas inscritas apresentaram aplicações de IoT, inteligência artificial entre outras tecnologias que não foram selecionadas por não se enquadrarem como Startup.

Outro fato que chamou a atenção foi o número de empresas de fora de São Paulo, que são a grande maioria. "Uma vez que o mercado de segurança é bastante forte em São Paulo, esperávamos que aqui estariam as principais startups do segmento. Mas vimos que não, que há startups de Minas, Santa Catarina, Brasília, Pernambuco, Rio Grande do Sul. O que mostra o quanto nosso setor está fortalecido", diz Selma.

A participação na EXPOSEC é um passo importante para essas empresas ao se unir o universo da segurança eletrônica com o universo das startups e estas poderem expor seus produtos e expandir seus negócios. A presidente da ABESE conta que as principais oportunidades de negócio dentre as 8 escolhidas estão no ganho de eficiência: a Tranpo, para o uso de mão de obra técnica; a Magikey e a Loopkey, para o controle de acesso; a Áudio Alerta no monitoramento online do que está acontecendo - um áudio traz uma informação complementar ao vídeo. Já na Bairro Seguro, há eficiência através da colaboração, a mesma coisa da Rediseg. A Retina Vision monitora veículos suspeitos e carros roubados circulando por vias, ruas bairros e condomínios. E a Zelo apresenta um produto novo: proteção para entrada e saída de condomínios e casas.

As empresas não selecionadas vão ser convidadas a participar da ABESE, dos comitês, e terão acesso aos benefícios da iniciativa. "A ilha é o primeiro e grande passo do comitê de startup. Temos muitos objetivos, como a mentoria de profissionais de empresas tradicionais dentro das startups, novos conceitos de novos produtos dentro das empresas, buscar oportunidades de investimento - não faltam possibilidade de novas ações", diz.

Confira abaixo as 8 selecionadas:

Áudio Alerta - por meio de inteligência artificial permite "escutar" o som em todas as direções e detectar eventos como tiros, arrombamentos, batidas de carro mesmo que a câmera não esteja olhando para eles. Pode-se também descobrir um arrombamento de um galpão com a primeira batida na parede pelos ladrões antes deles abrirem um buraco e entrarem. O Áudio Alerta permite uma expansão do monitoramento do local.

Bairro Seguro - plataforma para segurança comunitária preventiva que conecta empresas de monitoramento com moradores de bairros e condomínios, oferecendo planos de segurança com chamados de acompanhamento, visualização de câmeras comunitárias botão de pânico geolocalizado com rastreamento e avisos de eventos a grupos de pessoas.

Loopkey - plataforma de gestão e utilização de espaços e serviços, que transforma o celular em um sistema de controle de acesso, gerenciável à distância, podendo escolher quem e quando pode ter acesso, como dias da semana, mês e horário. Permite trocar a chave, crachá ou biometria pelo seu celular. Oferecemos API aberta para integração com sistemas de gestão e automatização de processos, economizando tempo e aumentando a segurança.

Magikey - é um controle de acesso fácil de instalar e de manter, totalmente em nuvem, que utiliza smartphones como principal identificador e que se integra a todos identificadores e bloqueios do mercado. Permite acessar e dar acesso a locais, com verificações via software de identidades e de informações.

Rediseg - aplicativo profissional de segurança colaborativa, que integra pessoas, câmeras de monitoramento e outros dispositivos, com o foco em ações preventivas, emergenciais e registro para apuração dos fatos, ideal para rede de vizinhos protegidos de residências ou empresas.

Retina Vision - Rastreamento veicular que utiliza visão computacional. Transforma câmeras CCTVs comuns em inteligentes usando visão computacional e IoT, capazes de identificar comportamentos suspeitos e rastrear veículos roubados. Monitora veículos suspeitos e carros roubados circulando por vias, ruas bairros e condomínios.

Tranpo - plataforma (web e app) que reúne, de um lado, empresas contratantes e, de outro, técnicos autônomos. A empresa contratante emite uma O.S. (Oportunidade de Serviço) no sistema, que a envia como convite para o smartphone dos técnicos homologados para aquele serviço. Ele aceita e, via app, se comunica, elabora relatório, tira fotos e finaliza o atendimento no cliente. Ao final do processo, o técnico é avaliado e a OS posta a fatura, simplificando a gestão da contratante e prestadora.

Zelo Segurança - mecanismos de defesa para prevenir a entrada de criminosos nas residências brasileiras. Tela de segurança que possibilita o processo de abertura e fechamento pelo vão da garagem em meio segundo. Segurança preventiva e controle de acesso.

Participe e comente