Quem tem boca vai a Roma. O antigo ditado já diz: quem busca por informações e as utiliza de maneira correta consegue ir além e alcançar seus objetivos. Perguntar, pesquisar e colher informações são as formas mais precisas de descobrir o que é necessário e o que traz os melhores resultados. Hoje, quando tudo isso acontece no digital, todas as perguntas e respostas se convertem em dados.

Se as informações são assim tão preciosas, por que não usá-las como ferramenta para obter bons resultados no Marketing Digital? Foi exatamente o que fez a Nike, empresa de calçados, equipamentos esportivos e acessórios, usando o Big Data para impulsionar o resultado de seus negócios.

A marca fechou uma parceria com uma empresa especializada em tecnologia para que pudessem desenvolver um software destinado a pessoas que correm e praticam exercícios, informando a frequência dos batimentos cardíacos, a quantidade de passos, etc. Esses dados eram sincronizados com o Facebook e, com isso, as pessoas compartilhavam as informações com os amigos. Segundo o relatório da DataFloq de 2017, desde seu lançamento em 2006, a plataforma já conta com uma base de dados de mais de 7 milhões de corredores.

O compartilhamento de informações proporcionou à Nike um aumento na quantidade de dados sobre seus clientes, seus interesses e estilo de vida. Dessa forma, a empresa teve a oportunidade de produzir produtos, conteúdos, anúncios e campanhas cada vez mais assertivos para o seu público.

Mas engana-se quem pensa que apenas captar e reunir o maior número de dados possíveis é suficiente para ter um bom resultado. De acordo com uma pesquisa da KPMG, conduzida com executivos de finanças e inteligência de mercado, 99% dos empresários acreditam que o Big Data é importante na hora de tomar decisões. Contudo, 85% deles encontram dificuldades em estudar os dados e apenas 25% aplicam os insights gerados em estratégias de mercado.

Tendo em vista todo esse cenário, sanar as dificuldades em analisar e organizar os dados disponíveis passa a ser a prioridade de empresas que buscam melhorar a experiência do usuário e o retorno de seus investimentos.

"Analisando o mercado, vimos que poucas agências de Marketing Digital investem no uso dos dados, então, percebemos que essa era a chave para nos destacar. Passamos a investir em profissionais com perfil analítico, que fossem capazes de olhar para os dados de forma crítica e certeira, e a desenvolver ferramentas para extrair o máximo dos dados disponíveis na web. O resultado não tardou: trabalhar com os dados gera oportunidades e insights muito mais claros, eliminando toda aquela subjetividade e intuição comuns na publicidade e que vêm, aos poucos, minando a credibilidade da área", afirma André Palis, sócio-fundador e diretor de comercial da Raccoon Marketing Digital, eleita pelo Google a melhor da América Latina em 2 categorias do prêmio Google Premier Partner Awards.

No caso de agências de Marketing Digital, o que os clientes buscam é a entrega de dados precisos e que condizem com a estratégia e os objetivos do negócio. Afinal, otimizar campanhas, obter bons resultados criar a melhor jornada de compra para o consumidor é algo fundamental e, para isso, os dados são infalíveis.

Website: https://www.raccoon.ag/

Participe e comente