Uma experiência diferente e desgastante é o desafio do Corinthians contra o Deportivo Lara nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Metropolitano de Lara, na cidade de Cabudare, na Venezuela. Uma vitória garante a equipe do técnico Fábio Carille nas oitavas de final da Copa Libertadores, mas a missão não deve ser nada fácil.

Gramado, torcida, adversário que precisa vencer para se manter vivo na competição, maratona de jogos e uma longa viagem são alguns dos obstáculos que a equipe alvinegra vai enfrentar nesta quinta-feira. O Corinthians levou 10 horas de viagem do Brasil até Barquisimeto, capital do Estado de Lara, cidade próxima do local da partida. A delegação foi em um voo fretado que parou apenas para abastecimento em Belém.

Com receio de passar necessidades no país, que passa por graves problemas sociais e políticos, o clube levou alimento e um cozinheiro para a Venezuela.

Desde a estreia no Campeonato Brasileiro, no dia 15 de abril, o Corinthians tem atuado sempre duas vezes por semana. Tal sequência de jogos faz com que Fábio Carille tenha atenção redobrada com o físico dos atletas, mas a importância da partida faz com que ele decida não poupar ninguém e utilize força máxima O time será o mesmo que derrotou o Palmeiras no último domingo

O Estádio Metropolitano de Lara tem capacidade para 40 mil pessoas e a tendência é que o público seja bom, apesar de o time da casa ser jovem e modesto, fundado apenas em 2009. Fábio Carille admitiu que não sabe o que esperar em relação aos torcedores locais. "Conversamos sobre isso: se é uma torcida que vem e apoia, se é uma torcida que vem e fica cobrando", disse.

Para garantir a classificação com uma rodada de antecedência, a conta é simples: é só vencer o time venezuelano. O Corinthians tem sete pontos, seguido por Independiente e Deportivo Lara, com seis, e Millonarios, com quatro. Com qualquer outro resultado, a decisão fica para o confronto contra os colombianos, na quinta-feira que vem, na Arena Corinthians, em São Paulo.

D. LARA-CORINTHIANS
Copa Libertadores
Estádio Metropolitano, 21h30
Árbitro: Andrés Cunha (URU)

Deportivo Lara Riera; Aponte, Mendoza, Di Giorgi e Carillo; López, Andreutti, Soto, Ramírez e Marín; Hernández. Técnico: Leonardo González.

Corinthians Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Pedrinho, Jadson, Rodriguinho e Romero. Técnico: Fábio Carille.

Participe e comente